Grupo criminoso

Polícia prende suspeitos de matar empresário no Pará e aterrorizar cidades no Tocantins

Dois foram presos e outro está foragido.

Por Redação 1.040
Comentários (0)

30/06/2020 09h00 - Atualizado há 1 semana
Armas, munições e dinheiro

Dois integrantes de um grupo criminoso que vem aterrorizando a região sul e central do Tocantins com a prática de vários roubos foram presos pela Polícia Civil nesta terça-feira (30).

Um desses crimes foi o roubo ocorrido na Fazenda Canadá, município de Figueirópolis, em 27 de maio de 2020. No dia do crime, um dos membros do grupo já havia sido preso em flagrante e os outros três comparsas não haviam sido identificados.

Os dois presos desta vez foram identificados como Gean Mike Araujo Santos, vulgo ‘Shrek’, de 29 anos, e Diego Fernandes Miranda, vulgo ‘Boizinho’, de 25 anos. O outro membro do grupo, cujo nome está em sigilo, conseguiu burlar o cerco da polícia e fugiu.

Gean Mike foi preso em Juarina (TO) em posse de uma pistola calibre 380 com três carregadores municiados; uma arma calibre 12, além de duas motos roubadas. Já o mandado de prisão contra Diego foi cumprido em Xinguara (PA).

Segundo a polícia, Diego já se encontrava preso em Xinguara desde o dia 24 de junho pela participação efetiva em um outro latrocínio de um fazendeiro/empresário residente no município.

Diego, juntamente com outros três comparsas, e com o mesmo modus operandi do roubo na Fazenda Canadá, foi cometer o roubo em Xinguara, porém acabou matando um fazendeiro e deixou outro gravemente ferido.

As investigações revelaram que os três são pessoas de altíssima periculosidade na prática reiterada e habitual de assaltos à mão armada e privação da liberdade em várias cidades do Estado. 

A maneira astuta como o grupo atuava vinha dificultando a localização e identificação dos membros. Eles se deslocavam rapidamente em qualquer município do Estado e, com a ajuda de um comparsa da região, cometia os roubos, retornando imediatamente para suas bases localizadas próximas às cidades de Colinas e na capital.

Todos já têm passagem pela polícia por roubo e inclusive condenação por esse tipo de crime.

As investigações revelaram ainda que a camionete L200 Triton, de propriedade da vítima, foi subtraída durante o roubo, já havia sido clonada pelo grupo e, quando estava sendo levada para Goiânia, foi apreendida no posto da Polícia Rodoviária Federal (PRF) de Guaraí.

Além disso, com Diego foi apreendido, na cidade de Xinguara, um dos celulares roubados de uma das vítimas da Fazenda Canadá, além de parte das joias e bijuterias subtraídas.

Esses três suspeitos, juntamente com um quarto que já havia sido preso, foram indiciados pelos crimes de roubo majorados e formação de quadrilha.

Motos apreendidas

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2020 AF Notícias. Todos os direitos reservados.