Desrespeito

Seduc faz 'enquete' com alunos para decidir futuro de professor agredido em colégio

Por Redação AF
Comentários (0)

11/08/2017 17h13 - Atualizado há 2 meses
Uma equipe da Secretaria de Estado da Educação (Seduc) esteve nesta sexta-feira (11) no Colégio Estadual Guilherme Dourado, onde aconteceu a agressão física ao professor Mariano Soares da Costa, na última quarta (9). O motivo da visita não foi para prestar apoio e nem solidariedade ao professor, que tem quase 30 anos de trabalho dedicado à educação, mas para fazer uma sindicância a fim de decidir o futuro de Mariano. Atualmente, está na direção do colégio. Uma fonte do AF relatou que a equipe da Seduc realizou inclusive uma enquete com professores, funcionários da escola e até alunos, para saber se concordavam, ou não, com a permanência do professor na unidade. O resultado da pesquisa interna, pelo menos entre os educadores e demais funcionários, é favorável ao professor. Alguns profissionais relataram que Mariano é um excelente gestor, com longa história na educação e comprometido com o bom andamento dos trabalhos, inclusive em relação à manutenção da ordem e disciplina no ambiente escolar. No dia do episódio, a Seduc divulgou nota à imprensa dizendo apenas que o caso seria apurado, mas não prestou solidariedade ao professor e nem condenou os atos de violência. "É sempre assim! O professor não encontra respaldo nos gestores da educação, pelo contrário, somos sempre oprimidos e desrespeitados. Não temos nenhum apoio quando passamos por esse tipo de situação. Na visão deles [gestores], o aluno sempre tem razão, não importa o que aconteça", desabafou uma professora, que preferiu não se identificar por temer represálias. Mariano estava na calçada da escola acompanhando a saída dos estudantes no turno vespertino quando o agressor, de 18 anos, passa caminhando e dá um soco na máquina fotográfica que estava em sua mão. O agressor desce a escada, mas volta e dá outro soco, acertando também o peito do professor, que se desequilibra e cai nos degraus da calçada.  Em seguida, o agressor dá um golpe conhecido como 'voadeira'. Mariano se defende e consegue imobilizar o agressor até a chegada da Polícia Militar. O agressor é um ex-aluno do colégio expulso no ano passado por agredir outro professor com chutes. Ele responderá por desacato e agressão. VEJA MAIS... http://afnoticias.com.br/diretor-de-escola-e-agredido-por-ex-aluno-que-ja-tinha-sido-expulso-por-violencia-contra-professor-em-araguaina/ http://afnoticias.com.br/me-sinto-frustrado-diz-diretor-escolar-vitima-de-agressao-na-porta-de-escola-em-araguaina/ http://afnoticias.com.br/professor-recebe-ameacas-de-morte-apos-sofrer-agressao-na-porta-de-escola-em-araguaina/

Comentários (0)

Mais Notícias

Barra da Grota

Seciju tenta identificar celular utilizado para filmar homenagem a bandido morto

O vídeo mostra vários supostos integrantes do PCC reunidos no Presídio Barra da Grota em homenagem ao criminoso.

PM

Adolescentes assaltam mulher de bicicleta e acabam apreendidos no Tocantins

Os três foram reconhecidos pela vítima e encaminhados à delegacia.

Homicídio

Jovem usuário de drogas é morto a tiros em lote baldio no Setor Entroncamento

O jovem já tinha sido alvo de outra tentativa de homicídio.

Criminalidade

Criminoso posta vídeo nas redes sociais queimando carro roubado em Palmas

A Policia Militar recebeu denúncia do paradeiro do suspeito através do WhatsApp.

Prejuízo

Homem joga caminhonete em cima de assaltante e colide em poste em Araguaína

O bandido estava em uma motocicleta e foi imobilizado por populares até a chegada da polícia.

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Nas Redes
Nosso Whatsapp
063 9 9242-8694
Nosso Email
redacao@arnaldofilho.com.br
Copyright © 2011 - 2018 AF Notícias. Todos os direitos reservados.