Segundo investigação policial

Serial Killer matava por prazer e assinava em suas vítimas; uma delas era seu 'amigo'

Renan Barros está em um presídio de segurança máxima.

Por Márcia Costa 7.918
Comentários (0)

28/10/2021 11h31 - Atualizado há 1 mês
Vítimas de Renan Barros da Silva

O serial Killer, Renan Barros da Silva, 22 anos, matava por prazer e sua assinatura era efetuar vários tiros na cabeça das suas vítimas, assim apontou a investigação da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Araguaína. Ele foi capturado em Rondon (PA) e transferido para São Luís (MA).

O investigado é envolvido no mundo da criminalidade e antes de cometer o triplo homicídio em Araguaína no dia 27 de maio de 2021, a polícia descobriu que Renan havia matado outras três pessoas, uma delas era amigo e comparsa em crimes.

OS OUTROS CRIMES

Conforme o cronograma de homicídios feitos pela DHPP, no dia 03 de novembro de 2020, Renan Barros na companhia de outras pessoas não identificadas se passaram por policiais e invadiram uma residência no setor Palmas, onde executaram Fernando da Silva Brito que havia cometido um furto juntamente com ele em uma loja na Cônego João Lima. No furto foram levados mais de 60 aparelhos celulares.

Como Renan não teria feito a divisão adequada dos produtos furtados, Fernando teria denunciado-o para a polícia, onde resultou na sua prisão. Depois de ser solto, se vingou matando o colega.

Em 22 de novembro, outra vítima do serial killer foi Luiz Gonzaga Dias, morto às margens da TO-222 sentido Novo Horizonte a Araguaína. A vítima trabalhava em uma fazenda nas proximidades. A investigação apontou que a vítima estava no mesmo bar, onde Renan se encontrava com a namorada. Quando a jovem saiu do banheiro, a vítima chamou a moça para dançar. Momento que Renan começou a acompanhar o rapaz. Quando Luiz Gonzaga saiu sozinho na moto, foi seguido por Renan em um carro, que atirou e o matou com vários tiros.

Em 27 de maio, três homens foram mortos na rotatória do setor Nova Araguaína. Nesse caso, o autor não conhecia suas vítimas: Francisco Régis Freitas GonçalvesSimião Neto Pereira e Manoel Cassiano de Oliveira, foram mortos com tiros na cabeça por uma pistola 380. O autor se escondeu atrás de uma moita durante a madrugada. Uma quarta vítima conseguiu fugir, após o serial killer tentar abordá-lo e atirar contra sua moto.

A sexta vítima foi morta em 29 de junho de 2021, na cidade natal do suspeito, em Estreito Maranhão. A investigação ocorre em segredo de justiça. Mas a vítima também foi morta com vários tiros na cabeça.

VEJA MAIS

https://afnoticias.com.br/central-190/autor-de-triplo-homicidio-e-um-serial-killer-crimes-em-araguaina-e-no-maranhao

Serial Killer, Renan Barros da Silva
Arma usada pelo investigado

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2021 AF Notícias. Todos os direitos reservados.