Norte do Estado

Servidora relata frieza de homem que invadiu hospital para vingar morte de cunhado

Por Agnaldo Araujo
Comentários (0)

02/01/2017 11h03 - Atualizado há 1 semana
Uma servidora do Hospital Público de Xambioá relatou a frieza com que Pedro de Oliveira, de 43 anos, agiu para matar Silvino Manoel dentro da unidade neste domingo (01/01). “Foi uma coisa assim muito, muito horrível”, diz. Em um áudio divulgado nas redes sociais, a servidora afirma que Pedro chegou e ficou com umas “conversas entranhas”. Ela e os demais servidores que estavam no plantão ficaram desconfiados. “Ele viu que a gente estava percebendo, aí eu fui falar para ele que não era horário de visita e que era para ele se retirar, quando ele me abordou dizendo que tinha vindo matar o homem”, conta. Conforme a servidora, ela ainda foi ameaçada. O acusado teria dito que “ou eu levava ele na enfermaria para ele fazer o serviço ou então eu era a próxima”. “Então eu fui, levei ele na enfermaria, pediu para eu apagar a luz e sair. Aí ele executou o homem lá e saiu com a maior frieza, esperou o homem morrer primeiro, lavou as mãos, deu tchau e pediu obrigado”, afirma. Entenda Pedro de Oliveira foi preso após invadir o Hospital Público de Xambioá e matar Silvino Manoel. O acusado ainda decepou uma das orelhas da vítima. Pedro é cunhado de Cláudio Adão dos Santos, de 39 anos, esfaqueado em Araguanã por Silvino. Cláudio morreu após se internado no hospital. Pedro disse que fez apenas vingança Leia mais http://afnoticias.com.br/homem-invade-hospital-decepa-orelha-e-mata-suspeito-de-assassinar-cunhado-no-norte-do-estado/

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Nas Redes
Nosso Whatsapp
063 9 9242-8694
Nosso Email
redacao@arnaldofilho.com.br
Copyright © 2011 - 2018 AF Notícias. Todos os direitos reservados.