2 presos

Suspeito de clonar dispositivos eletrônicos tinha mais de 300 chips de celular em Araguaína

Ele e um irmão foram presos durante operação policial.

Por Redação 2.161
Comentários (0)

15/03/2022 14h54 - Atualizado há 3 meses
Centenas de chips para celular foram apreendidos

Dois irmãos de 22 e 25 anos foram presos em Araguaína por tráfico de drogas e crimes cibernéticos durante uma operação policial realizada nas primeiras horas da manhã desta terça-feira (15).

Os agentes também apreenderam porções de drogas, um revólver calibre 22, quatro aparelhos notebooks, cerca de 304 chips de celular e 49 aparelhos de modem.

A operação foi deflagrada depois que investigações da 2ª Divisão de Repressão a Narcóticos (2ª DENARC) apontaram que o imóvel, localizado no Setor Rodoviário e ocupado pela dupla, estaria sendo utilizado por um dos irmãos investigado por tráfico para a prática de crimes cibernéticos.

“Há cerca de três meses estávamos monitorando os movimentos do investigado de 22 anos, o qual teria envolvimento com o tráfico. No decorrer das investigações, descobrimos que o irmão mais velho dele, de 25 anos, também poderia estar agindo na mesma residência, mas usando equipamentos para clonar dispositivos eletrônicos, como aplicativos de WhattsApp”, disse o delegado José Anchieta de Menezes Filho, da 2ª DENARC.

Ainda conforme o delegado, no momento em que a equipe policial chegou ao local os quatro computadores, além dos quase 50 modems, estavam funcionando a pleno vapor no sentido de efetuar a captura de senhas e clonagens de dispositivos eletrônicos de terceiros.

Com o flagrante da suposta prática de crime cibernético, uma equipe de peritos do Instituto de Criminalística também compareceu até o local e constatou a ocorrência do delito.

Para José Anchieta, as prisões realizadas têm muita relevância, sobretudo no que diz respeito às supostas práticas do crime cibernético (estelionato virtual), já que dezenas de pessoas podem ter sido vítimas do golpista.

“Os fatos serão todos apurados em procedimentos separados, a fim de verificarmos a extensão dos crimes praticados, uma vez que inúmeras pessoas podem ter sido vítimas e terem tido enorme prejuízo com prática criminosa”, ponderou.

O jovem de 22 anos foi autuado por tráfico e o de 25 por crime cibernético. A 3ª Divisão Especializada de Repressão ao Crime Organizado (3ª DEIC), sob o comando do delegado Jodivan Silva, também participou da ação.

Objetos apreendidos
Objetos apreendidos

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2022 AF Notícias. Todos os direitos reservados.