Justiça

Suspeito de matar comerciante é condenado a 13 anos de prisão em Colinas do Tocantins

Por Agnaldo Araujo
Comentários (0)

03/06/2017 08h56 - Atualizado há 1 mês
Edmilson da Rocha Santos foi condenado a 13 anos de prisão pelo homicídio de Hilário Costa França, ocorrido em março de 2011, na cidade de Colinas do Tocantins. A sentença foi dada pelo Tribunal do Júri, nesta quinta-feira, 01. A acusação foi apresentada pelo Ministério Público Estadual. De acordo com a acusação, Edmilson da Rocha agiu mediante promessa de pagamento, tendo sido contratado por José Delvanir Ferreira Bezerra para assassinar sua sogra, Maria Emília Silva de Oliveira. Um assalto ao estabelecimento comercial da família de Maria Emília foi simulado, na tentativa de ocultar o real motivo do crime. Mas ela conseguiu fugir do local. Seu marido, Hilário Costa França, reagiu à ação dos criminosos e foi assassinado. Edmilson praticou o crime na companhia de dois adolescentes de 16 anos. Ele desferiu vários golpes na cabeça de Hilário Costa França, com um pedaço de madeira, enquanto um dos adolescentes aplicou cinco facadas na vítima, o que causou a morte imediata. Edmilson da Rocha foi condenado pelo crime de homicídio qualificado, por agir mediante promessa de pagamento de José Delvanir, bem como pelo crime de corrupção de menores. José Delvanir Ferreira Bezerra, que planejou a tentativa frustrada de homicídio de Maria Emília, foi julgado e condenado em setembro de 2016 pelo assassinato de seu sogro. A acusação do MPE nesta quinta-feira foi sustentada pelo Promotor de Justiça Daniel José de Oliveira Almeida. A sessão do Tribunal do Júri foi presidida pelo juiz Marcelo Eliseu Rostirolla. O julgamento marcou a inauguração do Salão do Júri, no Fórum recém-reformado de Colinas do Tocantins.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Nas Redes
Nosso Whatsapp
063 9 9242-8694
Nosso Email
redacao@arnaldofilho.com.br
Copyright © 2011 - 2018 AF Notícias. Todos os direitos reservados.