Polêmica

Aciara repudia declaração de secretário de Araguaína e quer retratação: 'postura inaceitável'

A fala do secretário provocou reação imediata no meio empresarial.

Por Redação 3.490
Comentários (0)

29/05/2020 15h48 - Atualizado há 1 mês
Júnior Marzola é secretário de Desenvolvimento Econômico de Araguaína

A classe empresarial de Araguaína reagiu com duras críticas às declarações do secretário municipal de Desenvolvimento Econômico e Meio Ambiente, Júnior Marzola, feitas durante uma reunião virtual para tratar sobre as medidas de enfrentamento à pandemia do coronavírus, na noite desta quinta-feira (28).

O secretário defendeu o fechamento imediato, multa, cancelamento de CNPJ’s e de alvarás das empresas que descumpriram os decretos municipais e também criticou empresários que participaram de carreatas em prol da reabertura do comércio.  

"Foi uma falta de vergonha, me desculpa a franqueza, falta de respeito para com o prefeito, a prefeitura, com a saúde do cidadão, o que os empresários fizeram. Vários desses empresários vimos aí participando de carreatas e fazendo vídeos e divulgando nas redes sociais", disparou Júnior Marzola.

REAÇÃO

A fala do secretário provocou reação imediata no meio empresarial. A Associação Comercial e Industrial de Araguaína (Aciara) divulgou nota de repúdio e considerou infeliz "as insinuações e tentativas de atribuir à classe empresarial qualquer responsabilidade sobre os números de infectados pelo coronavírus na cidade".

"Em um momento tão delicado como o que estamos enfrentando, ânimos estão elevados, os empresários atordoados com suas empresas fechadas sem perspectiva concreta de reabrir, onde o exercício do direito constitucional à livre manifestação e à liberdade de expressão devem ser preservados, possibilitando um debate público e democrático em busca de alternativas para o cenário crítico que estamos enfrentando”, disse a entidade empresarial.

A Aciara defendeu a união de todos contra “único inimigo dessa guerra: o coronavírus”, e afirmou que toda discussão que ultrapasse esse objetivo deve ser evitado, principalmente por parte dos nossos representantes.

A entidade também cobrou uma retratação por parte do secretário. “A Aciara espera por uma retratação por parte do ilustre Secretário e ainda por parte da Prefeitura Municipal de Araguaína, já que é inaceitável uma postura que cause desunião e aumente a tensão pela qual os empresários e seus funcionários estão passando nesse momento”, finalizou.

NÚMEROS DA COVID-19

Araguaína já registrou 1.517 casos de covid-19 e 18 mortes causadas pela doença. A cidade tem 660 pacientes recuperados, conforme o boletim desta sexta-feira (29). 

O Tocantins contabiliza 3.611 casos confirmados da doença, destes, 1.129 pacientes estão recuperados e 2.412 estão ainda em isolamento domiciliar ou hospitalar, além de 70 óbitos.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2020 AF Notícias. Todos os direitos reservados.