Centro de monitoramento

Araguaína implanta CIEVS e passa a compor grupo de 55 cidades estratégicas para o SUS

Cidade foi escolhida por ser polo agropecuário e por sua posição geográfica e econômica.

Por Redação 912
Comentários (0)

25/07/2022 09h47 - Atualizado há 1 ano
Cidade se torna polo de monitoramento para doenças, acidentes, desastres e surtos

Araguaína deu início às atividades do Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (CIEVS), que compõe a rede nacional de monitoramento. A cidade passa a fazer parte de um grupo com 55 municípios estratégicos para o Sistema Único de Saúde (SUS), que funcionará 24 horas para dar agilidade a alertas e respostas às doenças, acidentes, desastres e surtos.

De acordo com a enfermeira responsável pelo CIEVS local, Renata Borges, o novo serviço vai atuar em várias áreas na articulação com os serviços já existentes, para unificar as informações e agilizar o tempo de resposta.

“Caso o morador dê entrada em serviço de saúde, no período noturno, com infecção alimentar e tiver a suspeita de onde comprou o alimento estragado, a notificação seria entregue à Vigilância Epidemiológica somente no dia útil porque o administrativo funciona em horário comercial. Agora, haverá uma resposta imediata com coleta para análise do alimento, para evitar que outras pessoas também tenham a infecção”, exemplificou a responsável pelo CIEVS.

Entenda mais

O centro tem como principal objetivo fortalecer a capacidade do Sistema Nacional de Vigilância em Saúde para identificar de maneira precoce e oportunamente emergências em saúde pública, para adoção de respostas adequadas que reduzam e contenham o risco à saúde da população.

Entre as atividades também se destacam a implantação de mecanismos de comunicação avançados permitindo oportunizar ações imediatas e a análise de informações recebidas sobre mudanças no cenário epidemiológico. No final do mês de maio deste ano, o CIEVS de Araguaína deu o pontapé inicial ao trabalho de monitoramento de informações e segue em fase de implantação dos demais serviços.  

Outros parceiros como a Secretaria da Saúde de Araguaína, Defesa Civil, Agência de Defesa Agropecuária (Adapec), hospitais, Laboratório de Saúde Pública de Araguaína (LSPA), secretarias municipais, Corpo de Bombeiros, polícias e conselhos estão em processo de inclusão e vão contribuir com a finalidade do centro.

Serviço do SUS

Para instalação do centro, o Ministério da Saúde disponibilizou recursos para custeio inicial do serviço. A escolha por Araguaína leva em consideração o polo agropecuário e a posição geográfica e econômica em região estratégica, localizada na BR-153 e ser ainda passagem entre os estados do Norte e Nordeste. Além dos serviços de saúde, rede de escoamento de produção e insumos, a localização e desenvolvimento proporcionaram o surgimento de grandes transportadoras da América Latina.

Rede mundial

O CIEVS Nacional compõe ainda a rede mundial de alerta e resposta (Global Outbreak Alert and Response Network – Goarn), constituída por centros que têm a finalidade de detectar e apoiar a intervenção oportuna sobre emergências de saúde pública, visando evitar a propagação internacional de doenças.

 

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2024 AF. Todos os direitos reservados.