Represália

Ataídes pode perder presidência do PSDB do Tocantins por criticar réus da Lava Jato, diz Época

Por Redação AF
Comentários (0)

19/05/2017 07h48 - Atualizado há 1 semana
O senador Ataídes Oliveira (PSDB-TO) caiu em desgraça no PSDB, partido para o qual migrou em 2014, ao criticar os investigados na Operação Lava Jato logo após o nome do seu colega e presidente nacional do partido, senador Aécio Neves, aparecer na lista de réus. A informação foi divulgada pela coluna Expresso, da Revista Época. Segundo o jornalista Murilo Ramos, assim que a lista de delatados por executivos da Odebrecht veio à tona, Ataídes subiu à tribuna para pedir punição, renúncia e até a prisão para os envolvidos. "Não demorou para que sofresse represália: deixou de poder indicar um afilhado para um cargo no Planalto, não almoça mais com os colegas correligionários e pode perder a presidência da legenda em seu estado", disse a revista. A publicação destaca que Ataídes só se esqueceu de que Aécio Neves, presidente do partido, estava entre os citados pelos delatores da Odebrecht. Aécio foi afastado do cargo pelo presidente do Supremo Tribunal Federal nesta quinta-feira (18), após revelações de que pediu e recebeu propina da JBS. O senador nega a represália. Ataídes diz ser "queridíssimo dentro do partido" e que sua relação está "ótima" dentro do partido.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Nas Redes
Nosso Whatsapp
063 9 9242-8694
Nosso Email
redacao@arnaldofilho.com.br
Copyright © 2011 - 2018 AF Notícias. Todos os direitos reservados.