Babado político

Bate-boca e dedo na cara: deputado cria confusão com prefeito na frente do governador, em Paraíso

Estopim da confusão foi sobre R$ 300 mil para construção de um campo.

Por Conteúdo AF Notícias 2.125
Comentários (0)

06/06/2024 10h06 - Atualizado há 2 semanas
Deputado Nilton Franco faz críticas à gestão do prefeito Celso Morais, em Paraíso.

Notícias do Tocantins –   A solenidade de inauguração da reforma e ampliação do prédio da Agência de Defesa Agropecuária (Adapec), em Paraíso do Tocantins, na noite desta quarta-feira (5/6), foi marcada por uma grande confusão política. Os ânimos ficaram exaltados. O governador Wanderlei Barbosa estava presente no evento junto com outras autoridades estaduais.

Tudo começou quando o deputado estadual Nilton Franco (Republicanos) começou a criticar a gestão do prefeito Celso Morais (MDB), dizendo que enviava emendas parlamentares ao município, mas as obras não eram executadas e os recursos acabavam sendo destinados para outros fins. O estopim foi uma fala sobre R$ 300 mil para a construção de um campo que não foi feito.

Com isso, políticos aliados do prefeito se exaltaram questionando a fala do deputado, entre eles o vereador João Camargo (MDB), do mesmo partido do prefeito, e apontou o dedo na cara do deputado. 

A partir deste ponto, a confusão foi generalizada, outras pessoas também começaram a gritar. Até o comandante geral da PM, Coronel Márcio Antônio Barbosa, desceu do palco para apartar os mais afoitos. 

Com isto, o prefeito conversou brevemente com o governador Wanderlei Barbosa e se retirou do local ao lado de 11 vereadores e membros da base aliada municipal.

Prefeito explica situação

O prefeito Celso Morais disse que foi convidado por Wanderlei Barbosa para participar das solenidades do governo na cidade, sendo bem recebido, mas acabou surpreendido com o tom do discurso do deputado. 

Durante a fala, Nilton [Franco] usou de desrespeito e de muita mentira. Começou a ofender tanto a minha pessoa quanto a nossa gestão. E ali, entendendo que o evento estava já desenhado para eles, eu cumprimentei o governador, pedi desculpa e saí do palanque”, relatou.

Governador pede harmonia

Apesar da confusão, o governador ainda discursou para fechar a solenidade. Wanderlei deixou claro não ter gostado da postura do correligionário, apesar de não citá-lo. 

Gosto da relação institucional […], de conviver com os prefeitos. Todas as cidades tem representação e não aceito que no meu palanque não se cumprimente um prefeito que representa uma cidade. A questão política não pode ser mais forte do que isto, nossa racionalidade não permite isso. Somos racionais. Temos convivência após a eleição. O prefeito Celso Morais, que é no momento um adversário, é meu amigo. Não posso tratá-lo diferente disso”, pontuou.

O governador aproveitou a ocasião para pedir aos presentes que a disputa eleitoral seja respeitosa. O ex-deputado federal Osires Damaso (Republicanos) é o pré-candidato da base de Wanderlei para as eleições municipais em Paraíso.

Peço a vocês que não façamos uma eleição de ódio. Já falei com Damaso, eleição se faz com carinho, respeito e amor com todos. Não se conquista uma eleição se a gente não tiver convivência com todos. Se queremos ganhar a eleição, temos que conquistar o lado de lá. E a única maneira é tratando todos bem. Quero dizer a vocês que não venho no palanque para tratar mau prefeito e vereadores. No dia em que vier com Damaso, venho dizer ‘vamos fazer isso, isso e isso’. Fica aqui o meu respeito a todos que vieram, aos vereadores, ao prefeito, à primeira-dama, a todos que vieram. Todos tem de igual maneira o meu respeito”, encerrou.

Confusão foi na entrega da reforma da unidade da Adapec na cidade.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2024 AF. Todos os direitos reservados.