Denúncia

Câmara de Vereadores do Tocantins cede carro oficial para dar fuga a suspeito de homicídio no MT

Homem foi preso enquanto participava tranquilamente de uma cavalgada em Goiatins.

Por Redação 4.057
Comentários (0)

05/08/2023 09h26 - Atualizado há 11 meses
Suspeito de homicídio que teria sido transportado no veículo oficial da Câmara

A Câmara Municipal de Goiatins (TO) é suspeita de ter cedido um veículo oficial para ajudar um suspeito de homicídio a fugir de Cocalinho (MT) para o estado do Tocantins, uma viagem de mais de 1.000 km.

O caso foi revelado nesta semana pela TV Jovem, afiliada à Record TV no Tocantins.

O veículo foi conduzido por Edmilson Pereira, que trabalha como vigia na Câmara. Ele contou à reportagem que foi até Mato Grosso a mando do presidente, o vereador Josiedes Soares, sob o pretexto de buscar uma pessoa que estava doente.

“Quem mandou foi o Josiedes. Ele me ligou para eu ir à viagem. [...] aí o Max Luz [ex-vereador da cidade] chegou lá em casa falando que era para buscar um homem doente”, afirmou.

O suposto homem doente seria Gerivaldo Lopes Tavares, que estava fugindo de Cocalinho para Goiatins. Max Luz teria recebido autorização do presidente da Câmara para realizar a viagem. Uma terceira pessoa acompanhou Edmilson pagando os custos da viagem até Mato Grosso. O vigia conta que foi enganado.

O homicídio

Gerivaldo é suspeito de ter assassinado Marcos Rodrigues da Silva, de 52 anos, dias antes, em Cocalinho (MT).

Segundo informações da polícia, Marcos Rodrigues estava ingerindo bebida alcoólica com Gerivaldo Lopes, quando ocorreu um confusão entre eles e os dois chegaram a entrar em luta corporal. A vítima foi morta com golpes de canivete no peito durante a confusão.

Gerivaldo se escondeu na mata

Valmon Pereira, delegado de Mato Grosso responsável pela investigação do crime, conta que Gerivaldo se escondeu em uma mata após o homicídio e depois fugiu para o Tocantins.

Já no Tocantins, Gerivaldo foi preso enquanto participava tranquilamente de uma cavalgada em Goiatins.

O outro lado

O presidente da Câmara de Goiatins, Josiedes Soares, afirmou à reportagem que desconhece a viagem. “Eu não tenho conhecimento dessa viagem. O carro, para sair, precisa ter uma autorização minha, um ofício, e eu não tenho conhecimento de nenhum tipo de ofício que assinei e nenhum tipo de solicitação pedindo o carro para esse tipo de viagem”, disse.

Max Luz

O ex-vereador informou que também desconhece o assunto, tem sido vítima de perseguição política e que está à disposição para esclarecer os fatos.

Veículo oficial que teria sido usado para transportar o suspeito de homicídio

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2024 AF. Todos os direitos reservados.