Pandemia

Casos de covid voltam a aumentar em Araguaína; 'entramos em estado de alerta', diz secretária

Saúde reforçou necessidade do uso de máscara e isolamento social para pessoas com sintomas gripais.

Por Redação 2.002
Comentários (0)

03/12/2022 09h41 - Atualizado há 1 ano
Município retomou a divulgação diária do Boletim Epidemiológico

A Prefeitura de Araguaína registrou, nas últimas semanas, o aumento de pessoas com sintomas gripais e o retorno de casos da Covid-19. Novas confirmações da doença não eram registradas pela Secretaria Municipal da Saúde desde o mês de outubro, quando foram contabilizados apenas sete casos durante todo o mês. 

De acordo com a secretária da Saúde de Araguaína, Ana Paula Abadia, a divulgação do Boletim Epidemiológico, com atualização diária dos casos, retornou no dia 24 de novembro, com 16 pessoas testando positivo para a doença. 

“Entramos em estado de alerta. Em todo o país, presenciamos o retorno de novos casos da covid. Aqui, os testes positivos também estão crescendo, por isso precisamos da atenção de todos para os cuidados indispensáveis para evitar a transmissão da doença”, destacou a secretária.

Recomendações

A Saúde de Araguaína emitiu, nesta sexta-feira (02), uma nota informativa destacando as principais recomendações preventivas contra a doença na cidade. A secretária ainda informou que não há registros na cidade de transmissão de novas variantes, também não há aumento de casos graves e óbitos. "Mas precisamos da colaboração da população para a segurança de todos”, afirmou. 

Entre as orientações, o destaque para o uso de máscaras nas seguintes situações: pessoas com sintomas gripais, casos suspeitos ou confirmados da covid, pessoas com fatores de riscos para complicações da doença, profissionais de serviços de saúde e usuários dos serviços de saúde. 

Também é recomendado manter distância mínima de cerca de um metro de qualquer pessoa e evitar contato físico com pessoas com sintomas gripais, independente do uso de máscara. Além disso, é necessário a testagem em casos de suspeita e o isolamento para as pessoas que manifestarem sintomas gripais, assim como para as pessoas diagnosticadas com a Covid-19. 

Testagem

Em casos de sintomas gripais, a população pode procurar qualquer uma das 18 UBS (unidades básicas de saúde) da cidade, das 7h30 às 11h30 e das 13h30 às 17h30 para a realização do teste de covid.

Números atuais

De acordo com os números atualizados pela Secretaria da Saúde do Município, de 1° a 23 de novembro deste ano, foram registrados 81 novos casos de covid-19, sendo 44 ativos. No dia 24, o Município retomou a divulgação diária do Boletim Epidemiológico, por meio das redes sociais da prefeitura. O boletim 795º registrou 16 novos casos positivos, totalizando 53 casos ativos da doença. Ainda segundo os números da Saúde, o mês de novembro registrou um total de 181 novos casos.

Já no dia 1° de dezembro, o boletim divulgou 63 novos casos de covid, com 62 ativos. No dia 2, foram registrados 37 casos positivos, com 15 casos ativos. Com esses, Araguaína chega a 47.108 casos confirmados, 15 ativos, 46.515 curados e 617 óbitos desde o início da pandemia.

Total de casos

Os meses em que o Município registrou maior quantidade de casos positivos, desde março de 2020, foram em agosto do mesmo ano, com quase 5 mil casos positivos. Em maio de 2021, os números chegaram a 3.615 casos. Neste ano, janeiro foi o mês com maior número de casos, com 4.631 pessoas que testaram positivo para covid.

Vacinação contra a covid

A prefeitura segue disponibilizando vacina contra a Covid-19 e reforçou a importância da imunização contra a doença. A cidade está avançando a cobertura vacinal e começou a vacinar crianças de seis meses a dois anos, com comorbidade.

As doses do imunizante da Pfizer são oferecidas em três UBS: Araguaína Sul, José Rezende (Setor Alto Bonito) e José Ronaldo (Setor Dom Orione). Os pais ou responsáveis devem levar o cartão de vacinação, documento com foto, CPF, cartão do SUS e o laudo, declaração, prescrição ou relatório médico que comprove a comorbidade.

Avanço na vacinação

Atualmente, o Município está aplicando a segunda dose de reforço nas pessoas acima de 40 anos e trabalhadores da área da saúde. Também há disponível o primeiro reforço para pessoas acima dos 18 anos, imunizantes do esquema inicial de primeira e segunda dose para adolescentes e crianças e também o reforço para adolescentes. Para esses públicos, as vacinas estão sendo aplicadas em todas as UBS da cidade.

Até esta semana, a Secretaria da Saúde de Araguaína aplicou 321.863 doses das vacinas contra a covid-19, sendo 82.98% de aplicação, 73,94% para primeira dose mais dose única e 64,12% para segunda dose.
ÍNTEGRA DA NOTA INFORMATIVA

NOTA INFORMATIVANº01/2022/VE/SUPVISA/SEMUS
 
ASSUNTO: Recomendações à população diante do aumento do número de casos da síndrome gripal/Covid-19 no município de Araguaína.
 
Considerando o atual cenário epidemiológico no Brasil, com elevação das incidências de síndromes gripais nas últimas semanas, em concomitância com o alerta da circulação de novas linhagem de variantes de preocupação (VOC) Ômicron (Sublinhagens BQ.1 e BA.5.3.1 e outros).

Considerando que em Araguaína a partir da Semana epidemiológica 46/2022 foi registrada o aumento de casos de síndromes gripais, com crescimento dos casos de COVID-19 sem a identificação de transmissão de novas variantes e sem o aumento de casos graves e óbitos.
 
Considerando que, atualmente, o Município apresenta uma cobertura de 321.863 de doses aplicadas, sendo 82.98% de aplicação, 73,94% para primeira dose + dose única e 64,12% para segunda dose. Além de acrescentar um novo público de 6 meses a 2 anos na vacinação infantil.
 
Considerando as ações de Vigilância para Enfrentamento do novo Coronavírus COVID 19 a Secretaria Municipal de Saúde de Araguaína RECOMENDA:
 
· A vacinação de COVID 19 como medida de prevenção contra a doença e principalmente das formas graves.
· A vacinação contra a influenza.
· A testagem para COVID-19 e isolamento para as pessoas que manifestarem sintomas gripais. O Isolamento para as pessoas diagnosticadas de Covid-19.
· Uso de máscaras nas seguintes situações: pessoas com sintomas gripais, casos suspeitos ou confirmados por COVID-19, pessoas com fatores de riscos para complicações da covid-19, profissionais de serviços de saúde e usuários dos serviços de saúde.
· A higienização das mãos como medidas mais efetivas na redução da disseminação de vírus, podendo ser realizada com o uso álcool 70% ou água e sabão.
· Cobrir nariz e boca com lenço de papel ou com o antebraço, e nunca com as mãos, ao tossir ou espirrar.
· Descartar adequadamente o lenço utilizado.
· Evitar tocar olhos, nariz e boca com as mãos não higienizadas. Se tocar, sempre higienize as mãos como já indicado.
· Manter uma distância mínima de cerca de um (1) metro de qualquer pessoa.
· Evitar contato físico com pessoas com sintomas gripais, independente do uso de máscara.
· Não compartilhar objetos de uso pessoal sem higienização adequada.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2024 AF. Todos os direitos reservados.