Próximo a Paraíso

Causador de acidente que matou pai e feriu filhos na BR-153 é indiciado por homicídio

As vítimas viajavam para rever familiares.

Por Redação 800
Comentários (0)

11/02/2021 17h15 - Atualizado há 2 meses
Complexo de delegacias de Paraíso

O motorista de um caminhão foi indiciado por homicídio culposo e duas lesões corporais de trânsito por ser considerado o principal causador do acidente que deixou um homem morto e seus dois filhos adolescentes feridos na BR-153, próximo a Paraíso do Tocantins.

O acidente ocorreu no mês de dezembro de 2020, quando o veículo que era conduzido por Alexsandro Modesto Simões foi atingido por um caminhão pouco antes de chegar a Paraíso.

Em razão do impacto, Alexsandro veio a óbito no local. Seus dois filhos adolescentes que estavam no carro ficaram feridos.

O responsável pelo acidente fugiu sem prestar qualquer socorro ou apoio às vítimas, sendo que os dois foram socorridos por pessoas que passavam no local e levados ao hospital.

A partir das investigações realizadas pela Polícia Civil, foi possível identificar o causador da colisão, um homem de 44 anos, que seguia em direção ao estado de Goiás. 

O delegado responsável pelo caso, José Lucas Melo, explicou o contexto em que ocorreu o fato. “Era noite de uma sexta-feira e chovia muito quando o pai e seus filhos chegavam de Goiânia com destino a Paraíso para rever familiares. O carro em que eles seguiam foi atingido pela parte traseira do caminhão, que, ao realizar uma ultrapassagem em local indevido, não teve tempo suficiente para retornar à sua faixa da via e causou o impacto. Após a colisão, o autor fugiu, não prestando socorro às vítimas”, disse.

O delegado José Lucas enalteceu os esforços da equipe policial, já que o caso era complexo por ocorrer em local ermo e sem testemunhas. Ele também acrescentou que a pena é majorada em razão da fuga do local.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2021 AF Notícias. Todos os direitos reservados.