Araguaína

Cerca de 3.600 toneladas de areia são retiradas de reservatório para água da chuva na Via Norte

É um trabalho de manutenção da bacia de detenção.

Por Redação 878
Comentários (0)

18/08/2023 09h00 - Atualizado há 10 meses
Limpeza da bacia de detenção.

A Prefeitura de Araguaína iniciou um trabalho de manutenção da bacia de detenção construída junto à primeira etapa da Via Norte, nas proximidades do Parque Cimba.

O reservatório serve para controlar o escoamento da água das chuvas com um armazenamento temporário, liberando lentamente a água acumulada e garantindo que o sistema de macrodrenagem funcione com eficiência.

O trabalho de limpeza é realizado periodicamente para remover o excesso de areia que é trazido pela enxurrada e armazenado no fundo do reservatório. De acordo com o levantamento da Secretaria da Infraestrutura de Araguaína, até o momento, já foram retirados mais de 200 carregamentos de material, que é equivalente a 3.600 toneladas de areia. Além disso, a previsão é que outras 3.600 toneladas de material ainda sejam retiradas.

Este trabalho de manutenção é extremamente importante para garantir a funcionalidade da bacia de detenção. A quantidade de material mostra que o sistema está colaborando de forma positiva, tanto para o controle da enxurrada, evitando a sobrecarga do sistema de drenagem, quanto para conter uma enorme quantidade de solo que poderia afetar a drenagem e assorear o Lago Azul”, explica o secretário da infraestrutura de Araguaína, Frederico Prado.

Sistema integrado

O reservatório faz parte do Projeto de Saneamento Integrado Águas de Araguaína, executado com recursos do CAF - Banco de Desenvolvimento da América Latina e iniciado em julho de 2020 com a implantação da primeira etapa da Via Norte, entre a avenida Cônego João Lima, no Centro, e o Parque Cimba, beneficiando diretamente os bairros Neblina, Jardim Goiás, Brasil e Cimba.

De acordo com o projeto, serão construídas ao todo cinco bacias de detenção para receber a água das chuvas e as estruturas serão fechadas durante o período de estiagem para garantir a preservação dos córregos. Estas bacias compõem o sistema de drenagem dos córregos Neblina e Canindé, entre outros.

Também serão implantados os parques Nascentes do Neblina, Raizal e São Miguel, além de outras obras de infraestrutura, como a construção da Av. Siqueira Campos, que, em sua primeira etapa, já iniciada, seguirá a partir da Via Norte, no setor Jardim Goiás, até a Avenida Castelo Branco, com quase cinco quilômetros de asfalto. A segunda etapa da obra, ainda em fase de licitação, seguirá da Av. Castelo Branco, contornando o futuro parque de conservação Nascentes do Neblina, que ligará os setores Couto Magalhães, Vila Norte e Universitário.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2024 AF. Todos os direitos reservados.