Resgatadas

DEIC investiga se facção obrigava garotas a vender drogas e manter relações sexuais

Uma delas tinha fugido de casa no dia 14 de novembro e deixado uma carta de despedida para sua mãe.

Por Nielcem Fernandes 1.556
Comentários (0)

26/11/2018 15h05 - Atualizado há 1 ano
As três foram resgatadas no sábado

A Polícia Civil investiga se as três adolescentes mantidas em cativeiros por integrantes de uma facção eram forçadas a vender drogas e manter relações sexuais com os criminosos. 

Elas passaram mais de 10 dias desaparecidas e foram resgatadas neste sábado (24) em Taquaralto, região sul de Palmas. Uma das garotas tinha fugido de casa no dia 14 de novembro e deixado uma carta de despedida para sua mãe.

"Sobre a suspeita de tráfico, praticado pelas adolescentes a mando dos criminosos, nós recebemos informações que convalidam isso, mas está sendo apurado. Elas não disseram muita coisa, estavam abaladas. As três fizeram exames no Instituto Médico Legal de Palmas e estamos aguardando os resultados”, afirmou Leandro Risi, delegado adjunto da Delegacia Especializada em Investigações Criminais (DEIC).

Ainda segundo o delegado, as jovens foram entregues aos seus respectivos familiares ainda no sábado. Todas elas moram no município de Aparecida do Rio Negro, região central do Estado.

O AF Notícias tentou contato com a mãe de uma das adolescentes, mas ela disse que não queria comentar o caso.

A Secretaria de Segurança Pública (SSP) afirmou que as investigações prosseguem para identificar os suspeitos. Eles podem ser indiciados por associação criminosa, cárcere privado, exploração sexual, facilitação a corrupção de menores e associação para o tráfico.

As penas dos crimes somadas podem chegar a 30 anos de reclusão.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2020 AF Notícias. Todos os direitos reservados.