Eleições 2018

Dimas apresenta propostas a vereadores de Palmas e diz que Estado está em declínio desde 2002

Por Agnaldo Araujo
Comentários (0)

07/02/2018 16h58 - Atualizado há 1 semana
O pré-candidato a governador do Tocantins e prefeito licenciado de Araguaína, Ronaldo Dimas (PR), foi recebido por 18 dos 19 vereadores de Palmas, na manhã desta quarta-feira (07). No encontro, ele defendeu uma integração multimodal de transporte no Estado, com a Ferrovia Norte-Sul chegando ao Aeroporto Internacional Brigadeiro Lysias Rodrigues, em Palmas. A proposta passa por um anel rodoferroviário ligando Luzimangues a Palmas, em um ponto no qual o espaço do lago não seja tão grande e, portanto, sem a necessidade de duplicar a ponte Fernando Henrique Cardoso (conhecida como ponte da saída para Paraíso). “O Tocantins tem tudo para ser um grande centro de distribuição do Brasil. Para isso, temos que pensar no desenvolvimento em longo prazo, atraindo investimentos e abrindo a possibilidade de industrializar o Estado a partir do que temos hoje”, ressaltou Dimas. O pré-candidato apresentou várias propostas para o Estado e voltou a criticar a falta de gestão atual e o ciclo negativo iniciado em 2002. “Até 2002, nós tínhamos orgulho do Estado, com desenvolvimento pujante. Depois, todos os governos que entraram deixaram o Estado pior do que estavam quando chegaram. Sem exceção, todos foram assim”, frisou Dimas. No encontro, em nenhum momento o pré-candidato fez críticas pessoais contra gestores ou possíveis adversários políticos, mesmo quando ouviu, por parte de alguns vereadores, pesados ataques à postura agressiva do prefeito da capital e também pré-candidato a governador, Carlos Amastha. RECEPTIVIDADE Dimas agradeceu a receptividade de todos os vereadores, inclusive daqueles que já declararam apoio político ao atual governador e pré-candidato à reeleição Marcelo Miranda (PMDB) ou a Amastha. “Fico surpreso de estarem todos reunidos. Eu sou tocantinense desde o nascedouro do Estado”, destacou Dimas ao iniciar uma fala sobre seu histórico profissional. Ele afirmou que o Estado poderia ser um pólo logístico ainda maior e lamentou o fato de oportunidades simples não terem sido aproveitadas. "Fico triste com o que acontece com as hidrelétricas, com a falta de eclusas para a navegabilidade. Uma falha geral isso não ter ocorrido”, frisou. O pré-candidato defendeu a necessidade de se investir e melhorar a educação. “A educação é base de tudo”, destacou, ao salientar que não adianta a criança ter um ensino fundamental de qualidade, em uma escola equipada, como ocorre com a rede municipal de Araguaína, e quando completar 12 anos ir para uma escola onde o professor não recebe data-base e faltam coisas elementares. Dimas também falou da sua experiência à frente da Federação das Indústria do Tocantins (FIETO), como deputado federal e como secretário de Estado. Atencioso com os vereadores, ele respondeu várias perguntas, quase todas sobre o desenvolvimento do Estado e suas propostas para mudar o Tocantins. “Apresento minha experiência de pensar e trabalhar no desenvolvimento do Estado. Pretendo dar ao Tocantins um pouco dessa experiência que nós temos. Hoje, o Tocantins está precisando de muitas coisas, começando pelo básico, como educação, saúde e segurança”, salientou. Ronaldo Dimas ainda ressaltou que com orçamento de mais de R$ 10 bilhões como existe hoje dá para fazer muita ação no Estado, desde que haja gestão. VEREADORES Veja abaixo trechos do que alguns dos vereadores disseram ao pré-candidato Ronaldo Dimas durante a reunião: Etinho Nordeste (PTB): Seja bem-vindo. Parabéns pela sua gestão em Araguaína e se for candidato, que Deus o abençoe. Jucelino Rodrigues (PTC): Você me conhece bem. Vamos ouvir as propostas, quem sabe a gente pode trabalhar juntos. Leo Barbosa (SD): O mais importante é ter capacidade de ouvir. O senhor tem gestão exemplar, perfil conciliador. O respeito é importante. José do Lago Folha (PSD): É a Câmara que está lhe recebendo. Não um vereador específico. A Casa tem que receber o senhor, democraticamente, assim como receberemos os demais. Rogério Freitas (PMDB): Estou lhe recebendo com prazer. É uma honra poder dialogar com o senhor. Filipe Fernandes (PSDC): Não estou do lado de você (politicamente), mas estás de parabéns. Você tem um quarto do Orçamento da nossa cidade e fez 10 vezes mais que a gestão da Capital. Não podemos deixar de conhecer seus méritos. Milton Neris (PP): Bom prefeito, estás no segundo mandato, mas sei que o projeto maior fala mais alto neste momento. Não sei como meu partido vai se posicionar ainda. Fazemos parte da base do governador Marcelo Miranda. Não fico com Amastha sobe hipótese alguma. O senhor está equilibrando esse jogo. Você representa o Tocantins, uma ideia que casa com o projeto tocantinense. Tiago Andrino (PSB): Tenho, e o nosso grupo político também, admiração pelo seu governo e provamos em gesto, dando apoio à sua reeleição em 2016. Vejo com muito bons olhos a sua disposição de discutir o futuro. Queremos o bom para o Estado, os semelhantes se atraem. Mensagem de respeito, admiração e carinho. Poderíamos estar juntos. Laudecy Coimbra (SD): Quero desejar todo o sucesso para o senhor. E que vença o melhor para o Estado do Tocantins. O povo do Estado está precisando de um gestor. Marilon Barbosa (PSB): Vejo um grande avanço na região Norte pela sua gestão. Moisemar Marinho (PDT): Minha família é de Araguaína, lhe apoiou na eleição e na reeleição. Parabenizo o trabalho pela Feirinha, setor que era ponto de drogas e agora foi revitalizado. Júnior Geo (PROS): Fico feliz por ter essa opção como futuro governador. Espero que a sua candidatura se fortaleça. Eu não tenho candidato certo, só sei que o Amastha não será. Felipe Martins (PSC): A disputa pertence aos eleitores. Cada um já tem o seu pré-candidato. Sucesso nessa caminhada. Peço que o senhor olhe para o segmento evangélico e cristão com carinho. Lúcio Campelo (PR): Você é pré-candidato pelo nosso partido e que bom que meu partido pode contribuir. Nossa pré-candidatura mexeu nas entranhas do eleitorado do Estado. Vejo que o prefeito Amastha tem muito mais dificuldade que o senhor para montar o grupo político. Major Negreiros (PSB): Meu apoio é do Amastha, mas a democracia é receber todos. Vanda Monteiro (PSL): Quero lhe parabenizar pelo trabalho bem feito em Araguaína. (Daniel Machado)

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Nas Redes
Nosso Whatsapp
063 9 9242-8694
Nosso Email
redacao@arnaldofilho.com.br
Copyright © 2011 - 2018 AF Notícias. Todos os direitos reservados.