Reunião em Brasília

Dimas pede federalização da TO-222 no trecho entre Santa Fé e Filadélfia; Ministério dos Transportes fará estudos

Por Redação AF
Comentários (0)

15/03/2017 15h13 - Atualizado há 2 meses
A bancada tocantinense do Congresso Nacional, juntamente com prefeitos das maiores cidades e o governador Marcelo Miranda, se reuniu na tarde desta terça-feira (14) com o Ministro dos Transportes, Mauricio Quintella, para tratar várias de demandas do Estado como a Concessão para a duplicação da BR-153, a construção da BR-242 no trecho de Travessia da Ilha do Bananal e a conclusão do trecho Taguatinga, Conceição e Paranã e ainda o processo licitatório da Ponte de Xambioá e as obras dos Aeroportos de Gurupi, Araguaína e Mateiros, dentre outros assuntos. O grupo recebeu garantia do Ministro que a obra da ponte sobre o rio Araguaia, no município de Xambioá, terá início ainda nesse semestre e que não faltarão recursos para a execução total do projeto. A verba para a obra, com custo de aproximadamente R$ 130 milhões, está garantida por meio do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). O prefeito de Araguaína, Ronaldo Dimas, apresentou proposta para avaliação da possibilidade de federalização da rodovia TO-222, no trecho Santa Fé do Araguaia a Filadélfia, com o apoio do governador Marcelo Miranda. O Ministério dos Transportes determinou a análise da viabilidade da proposta. “Junto com o Governo Estadual, encaminhamos ofício solicitando o início do processo de federalização dessa rodovia estadual, já que ela interliga três rodovias federais. A federalização, cujo processo é longo, possibilitará a construção de outras duas pontes importantíssimas, no Pontão – Rio Araguaia e em Filadélfia – Rio Tocantins”, explicou Dimas. O prefeito também se reuniu com o ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho, para tratar da possibilidade de utilização da infraestrutura de cabos ópticos (fibra óptica) da Eletronorte, que passa no Município, para a implantação do Projeto Araguaína Digital. “A fibra possui 24 pares, atualmente, só quatro pares estão sendo utilizados, ou seja, está sendo subutilizada. Então apresentamos o pedido para que possamos utilizar para o videomonitoramento e também para o Araguaína Digital, para o transporte de dados”, comentou Dimas. Rodovias Sobre a duplicação da BR-153, no trecho que liga Aliança do Tocantins à Anápolis, em Goiás, o diretor da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), Sérgio Lobo, informou que está sendo finalizado um processo que decreta a caducidade da concessão da obra para a Galvão Engenharia. Dessa forma, a ANTT tem condições de realizar outra licitação para a continuidade do projeto. Mediante a necessidade de novo processo, o governador e a bancada reforçam um pedido que já foi formalizado para que haja a extensão da concessão ao longo de todo o trecho da Belém-Brasília que corta o Tocantins, isto é, do município de Talismã até a divisa com o estado do Maranhão. Ainda nas demandas referentes a rodovias, o ministro garantiu o fluxo financeiro para a continuidade das obras da BR-242 no trecho Peixe – Paranã – Taguatinga e a liberação dos recursos para a recuperação e manutenção da BR-010, no trecho que liga Goiatins a Aparecida do Rio Negro. A inclusão no PAC das obras de implantação da BR-235, no trecho que liga Pedro Afonso à divisa do Tocantins com o Maranhão, também foi um dos compromissos firmados no encontro, pelo Diretor Geral do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (Dnit), Valter Casimiro Silveira. Pedral de Lourenço Sobre o derrocamento do Pedral de Lourenço, o Dnit informou que o projeto segue dentro do cronograma. A obra foi contratada no ano passado, os estudos serão concluídos em um prazo de um ano e meio e serão necessários mais três anos para a execução do projeto. O derrocamento do Pedral de Lourenço é uma etapa fundamental para a viabilização da Hidrovia Araguaia-Tocantins. Travessia da Ilha do Bananal Também entrou em pauta o projeto que prevê a extensão da BR-242 por toda a Ilha do Bananal. O grupo acordou uma reunião conjunta entre os parlamentares federais do Tocantins, Mato Grosso e Fundação Nacional do Índio para discutir a viabilidade de realização de estudos em reservas indígenas. Demandas dos municípios Com a presença do prefeito de Gurupi, Laurez Moreira, o grupo discutiu demandas específicas daquele município. Foi solicitado o estudo de viabilidade para a execução da alça viária do município, ligando a BR-153 a Plataforma Multimodal da Ferrovia Norte e Sul, a fim de retirar a circulação de veículos de carga do centro de Gurupi. O prefeito de Paraíso, Moisés Avelino, também presente na reunião, solicitou a aprovação do projeto que prevê a travessia Urbana da cidade de Paraíso. No momento a proposta encontra-se em análise pelo Dnit. Participaram Do Tocantins estavam presentes o governador Marcelo Miranda, acompanhado pelo chefe do Escritório de Representação em Brasília, Renato de Assunção; o senador Vicentinho Alves (PR); os deputados federais, Josi Nunes (PMDB), Vicentinho Junior (PR), Carlos Gaguim e Lázaro Botelho (PP); e os prefeitos Laurez Moreira, de Gurupi; Moisés Avelino, de Paraíso; e Ronaldo Dimas, de Araguaína. O grupo foi recebido pelo Ministro dos Transportes Maurício Quintela; pelo Diretor Geral do Dnit, Valter Casimiro Silveira; e pelo Diretor da ANTT, Sérgio Lobo, além de técnicos do ministério dos transportes.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Nas Redes
Nosso Whatsapp
063 9 9242-8694
Nosso Email
redacao@arnaldofilho.com.br
Copyright © 2011 - 2018 AF Notícias. Todos os direitos reservados.