Seciju

Estado contrata profissionais de diversas áreas para Central de Medidas Alternativas

O edital também prevê 14 vagas para formação de cadastro reserva.

Por Redação 2.966
Comentários (0)

15/12/2021 12h28 - Atualizado há 2 anos
Inscrições seguem abertas até o dia 31 de dezembro

Um novo edital da Secretaria de Estado da Cidadania e Justiça (Seciju) está com inscrições abertas para a contratação imediata de 7 profissionais para atuarem na nova Central de Penas e Medidas Alternativas (Cepema), que será inaugurada em Tocantinópolis. Há também 14 vagas para formação de cadastro reserva.

Conforme o edital, são disponibilizadas vagas para bacharel em direito, assistente social, psicólogo, assistente administrativo, estagiário em direito, estagiário em serviço social e estagiário em psicologia, além de duas vagas em cada área para preenchimento de cadastro reserva.

Inscrições

As inscrições são gratuitas e seguem abertas até o dia 31 de dezembro. Os interessados em participar do processo devem encaminhar a ficha de inscrição, ficha de critérios e indicadores da análise curricular e currículo para o e-mail: alternativaspenais@seciju.to.gov.br.

Além disso, os candidatos para as vagas de estágio também deverão encaminhar comprovante de matrícula no respectivo curso.

Seleção e capacitação

A seleção dos candidatos será feita por meio de análise curricular, seguindo critérios como: formação correspondente a vaga de interesse, cursos de curta duração ligados ao Sistema Penal e possíveis especializações, assim como mestrado ou doutorado. Já para os estagiários, estão entre os critérios para a seleção o perfil acadêmico, as possíveis experiências profissionais e os trabalhos voluntários já realizados.

Após a divulgação do resultado final, previsto para fevereiro de 2022, os selecionados passarão por capacitação ofertada pela Seciju.

Conforme a Gerência de Políticas de Alternativas Penais, o objetivo é preparar os novos servidores para o trabalho com as diretrizes nacionais de alternativas penais, além de promover maior entendimento sobre o funcionamento da gestão coparticipativa entre executivo e judiciário.

A gerente de Políticas de Alternativas Penais da Seciju, Bárbara Pinheiro, explica que a contratação por meio de processo seletivo possibilita a melhor análise dos técnicos para atuarem na Central.

 “Através desse processo seletivo vamos conseguir fazer uma análise curricular e selecionar pessoas que tenham afinidade e experiência com a Política, para facilitar a inserção da equipe nesse espaço que requer que as pessoas tenham habilidades específicas por se tratar do acompanhamento de pena”, afirmou.

Cepema

As Centrais de Penas e Medidas Alternativas são equipamentos públicos de gestão compartilhada entre os Poderes Executivo e Judiciário, vinculadas à Secretaria de Cidadania e Justiça. Elas são responsáveis por acolher, acompanhar e orientar as pessoas com alternativa penal, através dos serviços psicossocial e jurídico, além de garantir atendimentos e dinâmicas interdisciplinares e grupais.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2024 AF. Todos os direitos reservados.