No Tocantins

Estado não cumpre decisão da justiça e bebê morre em hospital público do Tocantins

Por Agnaldo Araujo
Comentários (0)

30/04/2018 14h30 - Atualizado há 2 meses
Um bebê de 43 dias de vida, que apresentava quadro grave de cardiopatia complexa congênita (síndrome do coração esquerdo hipoplásico), não resistiu à espera por transferência e faleceu na noite desse domingo (29) no Hospital e Maternidade Dona Regina, em Palmas. A justiça havia determinado, há 20 dias, que a criança fosse transferida para outro Estado a fim de que pudesse ser submetida a cirurgia, mas o Governo do Tocantins não cumpriu a determinação judicial. Natural de Porto Nacional, o bebê tinha o caso acompanhando pela Defensoria Pública do Estado do Tocantins (DPE), que tomou todas as medidas para conseguir o atendimento adequado. O Estado, porém, não cumpriu a decisão concedida no último dia 10 de abril. Na ação, a DPE anexou laudo médico atestando a urgência do caso, tendo em vista o quadro clínico do bebê. “Apresenta quadro neonatal tardio com cardiopatia congênita complexa e desconforto respiratório precoce com risco de morte”, era a situação do bebê descrita na ação. Para o defensor público Arthur Luiz de Pádua Marques, o Estado precisa regularizar os serviços oferecidos e agir com mais agilidade diante das decisões judiciais, principalmente em casos como o de cardiopatia. “Nesses casos, a situação do paciente piora quanto mais o tempo passa. Foi o que aconteceu com esse assistido. Por isso temos Ação Civil Pública para que o Estado regularize esses serviços”, destacou. Histórico A DPE-TO entrou com ação na Justiça no dia 10 de abril a fim de garantir o atendimento do bebê, representado por sua mãe. Na mesma data, decisão judicial determinou ao Estado o prazo de 72 horas para transferência do paciente, prazo este que não foi cumprido. O Estado foi notificado em 13 de abril, mas considerando que o atendimento à demanda não foi realizado, a Defensoria, por meio da Central de Atendimento a Saúde (CAS), se manifestou no último dia 19, com solicitação à Justiça para que o secretário estadual da Saúde fosse intimado pessoalmente a fim de resolver a situação. A intimação foi determinada no dia seguinte. No dia 24 de abril, a Justiça autorizou o bloqueio de valor para obrigar o Estado do Tocantins a cumprir a determinação judicial. Mesmo assim, a decisão para transferência do bebê não foi cumprida. Neste domingo (29), pela manhã, o Defensor Público voltou a se manifestar nos autos requerendo que o oficial de Justiça desse ciência ao Estado e à direção do Hospital e Maternidade Dona Regina para que dessem cumprimento a ordem judicial, tendo em vista que o bloqueio de valor já estava autorizado a fim de garantir a transferência do paciente para hospital de outra unidade da Federação. “Só assim permanecerá vivo. Friso que o caso é urgente e que hoje recebi uma ligação da equipe do Dona Regina e o quadro da criança é gravíssimo”, destacou Arthur Pádua na manifestação no processo, feita às 10h49 de ontem, durante o plantão de atendimento da Defensoria. A criança, porém, veio a óbito às 22h20. O Defensor Público alerta que no Hospital há outro bebê com demanda semelhante e que o Estado precisa agir para garantir o atendimento. (Ascom -DPE)

Comentários (0)

Mais Notícias

Concurso Público

Confira seis concursos públicos que devem ser realizados em 2019 no Tocantins

Previsões de concursos públicos estão na Lei nº 2.408, de 16 de novembro de 2018.

Emprego

Sine de Araguaína oferta vagas para engenheiro, farmacêutico e churrasqueiro

Há oportunidades para diversas áreas de atuação em todos os níveis de escolaridade.

LUTO

Corpo de menino de dois anos que morreu afogado é enterrado em Tocantínia

O garoto foi socorrido com vida, encaminhado ao Hospital Regional de Miracema, mas não resistiu.

Palmas

BMW fica completamente destruída após pegar fogo na Avenida Teotônio Segurado

A BMW ficou completamente destruída após o incêndio. Ninguém ficou ferido.

Violência

Adolescente de 15 anos é morto com três tiros durante assalto no sul do Estado

O menor foi atingido por três disparos na cabeça e no tórax.

Acidente

Mulher tem perna esmagada por veículo após acidente em cruzamento de Palmas

Testemunhas disseram que a motociclista tentou atravessar a Teotônio quando foi atingida

Álcool e direção

Motorista bêbado invade a contramão, colide e mata motociclista na TO-080

Com o impacto da batida, moto e condutor foram arremessados cerca de 30 metros.

Perigo

Crianças são arrastadas por enxurrada enquanto banhavam em córrego de Palmas

Os garotos tomavam banho no córrego quando foram surpreendidos pela força da água.

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Nas Redes
Nosso Whatsapp
063 9 9242-8694
Nosso Email
redacao@arnaldofilho.com.br
Copyright © 2011 - 2018 AF Notícias. Todos os direitos reservados.