CER

Fechado desde março, Centro Especializado em Reabilitação volta a atender em Araguaína

Desde a reabertura, em junho, mais de 100 atendimentos já foram realizados.

Por Redação
Comentários (0)

20/07/2020 12h16 - Atualizado há 2 semanas
Paciente Romildo Pereira de Souza sentia dores e não conseguia nem dobrar a perna

O Centro Especializado em Reabilitação (CER) de Araguaína retornou as atividades ainda no mês de junho, usando protocolo contra a covid-19. O local oferece várias especialidades médicas para tratamento físico, intelectual, auditivo e visual. Desde a reabertura, mais de 100 atendimentos já foram realizados, sendo quatro deles pela nova modalidade de atendimento que foi regulamentada durante a pandemia: a telemedicina.

“Nosso protocolo é alinhado com as diretrizes do Hospital do Amor. Estamos atendendo um paciente por hora e higienizando o local após a consulta. Já os pacientes do grupo de risco que não têm urgência do atendimento no CER estão sendo atendidos por telemedicina”, explicou a coordenadora clínica do Centro Especializado de Reabilitação, Tauana Lemos Coimbra.

A triagem começa no telefonema para agendamento da consulta com perguntas sobre sintomas que podem ser covid-19 e também se teve contato recente com pessoas que tiveram a doença. “Só pode um acompanhante, estamos mantendo o distanciamento de dois metros, usando equipamentos de proteção individual para a segurança dos pacientes e funcionários”, garantiu Tauana.

Mudança para melhor

Romildo Pereira de Souza, 34 anos, é um dos pacientes primeiros pacientes atendidos no CER, em março, antes da suspensão do serviço por causa da pandemia. Ele conta que o retorno das consultas é muito importante devido a deficiência física. “Eu sofri um acidente com seis anos e o pé ficou deformado, com o desgaste que tive ao pisar foi preciso amputar a cerca de um ano. Até então eu não fazia tratamento porque só tinha particular”.

No local, Romildo recebe atendimento nutricional, psicológico e fisioterapêutico, uma vez por semana. “Eu sentia dores, não conseguia nem dobrar a perna e agora não tem mais dor e perdi o medo de tocar nela”, afirmou o paciente.

Como consultar?

A média diária de atendimento tem sido de 10 pessoas e não há filas de espera para pacientes fora do grupo de risco para covid-19. Quem procura a reabilitação no local primeiro deve passar por consulta médica em uma unidade básica de saúde. A Atenção Básica de Araguaína é a porta de entrada não só para o CER, mas também para qualquer encaminhamento para especialistas.

Estrutura

Administrado pela Prefeitura em parceria com o Hospital do Amor, o CER fica localizado entre os loteamentos Cidade Nova e Lago Azul. O centro tem 32 consultórios para diversos tipos de atendimentos a pessoas com deficiência. A unidade também conta com box de terapia, fraldários adulto e infantil e refeitório, além de dois veículos adaptados para atendimento exclusivo dos pacientes.

Dentre as especialidades que realizaram as terapias estão fisiatra, neurologista, psiquiatra, otorrino e oftalmologista. O CER também conta com assistentes sociais, técnicas de enfermagem, recepcionista, segurança e auxiliares de serviço gerais.

(Marcelo Martin)

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2020 AF Notícias. Todos os direitos reservados.