Direito dos servidores públicos

Federação defende corte imediato de cargos no Governo para possibilitar pagamento da data-base

Por Redação AF
Comentários (0)

07/10/2016 17h01 - Atualizado há 1 mês
Em ofício enviado nesta quinta-feira, 6 de outubro, ao governador Marcelo Miranda, a Federação dos Sindicatos de Servidores Públicos do Tocantins (Fesserto) defendeu a adoção de "medidas austeras de enxugamento da máquina estatal" por parte do governo do Estado e dessa forma,  criar "condições de pagar a data-base que é direito do servidor público, através de uma proposta que atenda às condições financeiras do Estado e ao direito do servidor". Para a Fesserto, apesar de existir dificuldade financeira no governo do Estado, isso não pode ensejar inversão de prioridades, ou seja, deixar de lado direitos consagrados em lei dos servidores públicos. "A Fesserto entende que, com um corte imediato nos cargos comissionados e dos contratos temporários, o Estado terá recursos suficientes para o pagamento da data-base”, destacou o presidente da entidade, Carlos Augusto Melo de Oliveira (Carlão). O dirigente lembra, ainda que, o servidor vem fazendo a sua parte, a exemplo do Fisco, com sucessivos aumentos de arrecadações próprias mês a mês. “Só até agosto deste ano, de ICMS o Estado arrecadou R$ 1,55 bilhão no ano, R$ 200 milhões a mais em relação ao mesmo período de 2015”, ressaltou. 01

Comentários (0)

Mais Notícias

ASTT

Mais de 220 veículos apreendidos em Araguaína serão leiloados em novembro

Segundo o edital, todos os veículos estão na modalidade circulação e foram recolhidos durante operações de fiscalização.

Protesto

Moradores plantam pés de banana no meio de rua esburacada no norte do Estado

Moradores também reclamaram do atraso nas obras de pavimentação.

Trânsito

Acidente em rotatória mata jovem e deixa outro gravemente ferido em Palmas

Moradores reclamam que não há iluminação e a sinalização é precária na rotatória.

Notícias falsas

TSE vai anunciar medidas contra fake news após tensão entre Haddad e Bolsonaro

A semana que passou foi tensa, pois Haddad acusou Bolsonaro de estar por trás do esquema.

Concurso PM

Por requisição do MPE, PM vai apurar falhas no concurso para soldado e oficial

Cerca de 16 candidatos são acusados de fraudar as provas para o concurso da PM do Tocantins

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Nas Redes
Nosso Whatsapp
063 9 9242-8694
Nosso Email
redacao@arnaldofilho.com.br
Copyright © 2011 - 2018 AF Notícias. Todos os direitos reservados.