Alerta

Idoso que não se vacinou morre de Covid-19 em Araguaína; número de casos volta a aumentar

Número de novos casos é quase seis vezes maior se comparado ao final de dezembro.

Por Redação 1.511
Comentários (0)

11/01/2024 14h33 - Atualizado há 3 meses
As vacinas contra a covid-19 estão disponíveis em todas as UBS de Araguaína

Araguaína registrou 89 novos casos de Covid-19, sendo 28 ativos, entre os dias 4 e 10 deste mês de janeiro, segundo dados do Boletim Epidemiológico divulgado nesta quarta-feira (10).

Com esses números, a cidade chega a 51.120 casos confirmados da doença, desde o início da pandemia.

O município também registrou a morte de um homem de 65 anos com diagnóstico positivo para a Covid-19. Ele tinha comorbidades, não era vacinado e não teve a identidade divulgada. Com a atualização de casos, Araguaína contabiliza 623 mortes.

A Vigilância Epidemiológica ainda investiga um outro óbito registrado de um paciente do sexo masculino, de 74 anos.

O número de novos casos registrados no último boletim é quase seis vezes maior que do penúltimo informativo, que apontou 15 novos casos registrados entre 27 de dezembro de 2023 e 3 de janeiro de 2024. Na última semana de dezembro, entre os dias 22 e 26, foram cinco novos casos registrados.  

Orientações

Para reforçar as medidas de segurança contra a doença, a Secretaria da Saúde de Araguaína ressalta alguns cuidados importantes nesta época do ano e as medidas para evitar a proliferação do vírus.

“As datas festivas de fim de ano costumam ser um período muito escolhido para viagens e esses deslocamentos podem facilitar a propagação do vírus de áreas mais afetadas para regiões com baixa incidência. Com a chegada do nosso inverno e a queda das temperaturas, se acentua a ocorrência de doenças respiratórias. Nesse contexto, somado à circulação do coronavírus, a prevenção cada vez mais necessária”, orienta a responsável pela área técnica da Covid-19, Milena Borges Teixeira.

Sintomas e atendimento
 
Ainda de acordo com a Vigilância Epidemiológica, a pessoa que apresentar sintomas gripais leves, como tosse, dor de garganta,  coriza, dor de cabeça e problemas no olfato ou no paladar, deve procurar qualquer UBS (Unidade Básica de Saúde) para atendimento.
 
Para casos mais graves com a presença de febre alta e dificuldade para respirar,  o atendimento deverá ser feito na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) e no PAI (Pronto de Atendimento Infantil).
 
Importância da vacinação
 
Segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde), as vacinas disponíveis contra Covid-19 são eficazes para evitar o agravamento da doença, hospitalização e óbitos, sendo que o risco de reinfecção pode ser mais elevado à medida que novas mutações surjam.
 
Calendário de imunização infantil de Araguaína
 
Conforme estabelecido pela Nota Técnica nº 118/2023, do Ministério da Saúde, crianças a partir de seis meses a menores de cinco anos podem ser imunizadas contra a Covid com esquema vacinal de três doses. O imunizante está disponível nas seguintes UBS:
 
Vacina Pfizer Baby (para crianças de seis meses até quatro anos):
 
UBS Setor Araguaína Sul (Araguaína Sul)
UBS Setor Noroeste (Albeny Soares)
UBS Vila Aliança (Dr. Francisco)
UBS Dom Orione (José Ronaldo)
UBS Setor Lago Azul (Lago Azul)
 
Vacina Pfizer pediátrica (para crianças de cinco até onze anos):
 
UBS Setor Noroeste (Albeny Soares)
UBS Setor Araguaína Sul (Araguaína Sul)
UBS Costa Esmeralda (Dr. Dantas)
UBS Setor JK (JK)
UBS Dom Orione (José Ronaldo)
UBS Setor Lago Azul (Lago Azul)
UBS Novo Horizonte (Luciane Ponciano)
 
Vacinação para adolescentes e adultos
 
A vacina para pessoas acima de 12 anos está disponível em todas as UBS de Araguaína com a recomendação de três doses para todas as faixas etárias, com exceção dos adolescentes imunocomprometidos, que podem receber até quatro doses, e dos adultos imunossuprimidos, que podem tomar até cinco doses da vacina.
 
“Procure tomar todas as doses necessárias da vacina contra a Covid, incluindo doses de reforço, conforme recomendado pelas autoridades de saúde. A vacinação é uma das melhores formas de prevenção”, ressalta Milena.
 
Cuidados essenciais

 
Além da vacinação, alguns cuidados são primordiais para combater o vírus:
 
- Lave as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos ou use álcool em gel 70%;

- Evite tocar no rosto, especialmente boca, nariz e olhos, sem ter lavado as mãos;

- Use máscara de proteção quando apresentar sintomas e mantenha o distanciamento social;

- Reduza ao máximo a participação em eventos de grande aglomeração e evite locais com muitas pessoas, se possível;

- Proteja os grupos de risco, como idosos e pessoas com condições médicas pré-existentes, mantendo a distância e tomando precauções extras ao interagir com eles;

- Retorno às aulas: em casos de sintomas gripais, iniciar isolamento, adiar o retorno às atividades escolares e buscar a unidade de saúde mais próxima.

“Por fim, lembre-se de que o combate à Covid é responsabilidade de todos. A adesão às medidas de prevenção não só protege você, mas também contribui para a proteção da comunidade como um todo. Seguir essas orientações, adaptar-se às recomendações e permanecer vigilante são essenciais para enfrentar os desafios apresentados pela doença”, finaliza Milena.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2024 AF. Todos os direitos reservados.