Palmeirante

Laudo aponta presença de coliformes na água fornecida em cidade do Tocantins e revolta moradores

A cidade não tem rede de coleta e tratamento de esgoto, apesar da promessa.

Por Márcia Costa 6.294
Comentários (0)

25/11/2019 07h25 - Atualizado há 1 ano
Sessão na Câmara de Vereadores para discutir o problema

Moradores da cidade de Palmeirante, no norte do Estado, estão revoltados com a má qualidade da água fornecida pela Agência Tocantinense de Saneamento (ATS). Segundo os moradores, a água apresenta coloração estranha e estaria imprópria para o consumo humano. Um exame laboratorial apresentou a presença de coliformes totais.

Na última terça-feira (19) os moradores lotaram o plenário da Câmara de Vereadores da cidade durante a sessão para exigir a revogação do contrato de concessão.

O presidente da Comissão de Serviços Públicos da Câmara, vereador Adiel Leal, afirmou que um laudo do Laboratório de Saúde Pública de Araguaína, órgão do Governo do Estado, comprovou que a água apresenta turbidez e coliformes totais, sendo imprópria para o consumo humano. A população teme doenças e contaminação de alimentos.

As amostras de água tratada foram coletadas em vários pontos da cidade pela equipe da Secretaria Municipal de Saúde. Segundo o resultado, "a presença de coliformes deve ser avaliada no contexto ambiental considerando a ocorrência de agravos à saúde".

Segundo a biologia, a presença de coliformes em água potável deve, pelo menos, ser considerada como uma possível contaminação microbiológica, decorrente de falhas de tratamento. Não significa necessariamente contaminação fecal.

A cidade não tem rede de coleta e tratamento de esgoto, apesar da promessa feita quando a ATS assumiu os serviços.

“Quando foi aprovada a concessão pela Câmara Municipal ficou acordado que seria implantada a rede de esgoto e já se passaram mais de 10 anos e nenhum metro de esgoto foi feito”, criticou o vereador.

Diante da denúncia e do laudo sobre a qualidade da água, a Câmara decidiu realizar uma audiência pública em dezembro para ouvir representantes da Agência e decidir sobre a revogação da concessão.

O QUE DIZ A ATS

"A Agência Tocantinense de Saneamento (ATS) faz controle de qualidade conforme exigido pela legislação, e sempre que identifica algum problema no sistema de tratamento, realiza os reparos necessários.

Com relação aos laudos apresentados na sessão, a ATS informa que vigilância do município não encaminhou laudos questionando o controle, o que impede a verificação de possíveis inconsistências, uma vez que os laudos do controle de qualidade não apresentaram alterações relacionadas ao preconizado na legislação.

Destaca ainda que essa comunicação entre a Vigilância Municipal e o controle da concessionária é fundamental, uma vez que se há laudos divergentes, faz-se necessário a coleta de novas amostras para realização de contra-prova, para evitar possíveis falhas na coleta, acondicionamento, transporte e tempo entre a coleta e a efetiva análise das amostras.

Quanto ao pagamento, estes devem ser realizados dentro do prazo de cada fatura, para evitar assim transtornos de corte do fornecimento."

Análise laboratorial aponta presença de coliformes
Análise feita na água aponta presença de coliformes totais

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2020 AF Notícias. Todos os direitos reservados.