Tratamento contra câncer

Médica de Araguaína esclarece principais dúvidas sobre a radioterapia: cabelo vai cair?

Evite banhos quentes, sabonetes perfumados, roupas justas, jeans ou lycra.

Por Redação
Comentários (0)

14/01/2021 11h02 - Atualizado há 1 semana
Veja as principais dúvidas da radioterapia

O câncer aparece quando as células de algum tecido ou órgão do corpo começam a crescer fora de controle. Elas aumentam de tamanho e número de forma anormal e, ao invés de morrerem, continuam se multiplicando, formando mais células defeituosas. Essa pequena introdução é necessária para falar sobre um dos principais tratamentos para a doença: a Radioterapia.

Esse nome ainda causa alguns medos em muitos pacientes, principalmente por causa das dúvidas sobre qual será o impacto do tratamento na pessoa, os conhecidos efeitos colaterais. Na quimioterapia, por exemplo, o efeito mais simbólico é a perda de cabelo. Mas e na Radioterapia, qual é?

Vamos começar!

Primeiro, vamos a uma breve explicação do que é esse tratamento: ele utiliza radiações ionizantes (eletromagnéticas) que, dependendo da sua energia, atinge uma determinada profundidade do corpo. O raio-x, por exemplo, também é um tipo de radiação ionizante.

E o câncer?

Os “raios” da radioterapia são usados para atingir o tumor e destruí-lo, impedindo que novas células defeituosas voltem a aparecer.

Nathalya Ala Yagi, médica radio-oncologista da Oncoradium Araguaína, centro responsável pelo tratamento do câncer pelo SUS no Hospital Regional de Araguaína (HRA), diz que essa é apenas uma das dezenas de dúvidas que os pacientes têm quando vão começar o tratamento.

“Primeiro eles querem saber como o câncer vai sumir. Mas muitos ainda acreditam que os efeitos colaterais serão muito fortes, por isso dedicamos vários momentos durante as consultas para esclarecer essas dúvidas”.

1 - Vamos à primeira: Radioterapia dói?

A radiação utilizada é invisível e indolor. Durante a sessão, o paciente não sente e nem vê nada de diferente, além de não ficar “radioativo” depois do tratamento.

Mas Nathalya lembra que “pode haver ou não casos de efeitos colaterais que se assemelham às causadas pelo sol. Os efeitos na pele vão desde o escurecimento, vermelhidão e feridas parecidas com as de queimadura, mas isso vai depender da intensidade do tratamento, organismo e dos cuidados”.

2 - Tem efeito colateral?

Depende da dose do tratamento, do tamanho da área e parte do corpo tratada, do tipo de aparelho, da radiação utilizada e do engajamento do paciente.

“É comum que os efeitos colaterais comecem a aparecer a partir da terceira semana de aplicação, mas desaparecem poucas semanas depois que o tratamento é concluído”, pontua Nathalya.

Os efeitos mais comuns são perda de apetite, cansaço e algumas reações na pele, como coceira, vermelhidão e irritação local.

3 - O cabelo vai cair durante a radioterapia?

A radioterapia só afeta a área do corpo onde o tumor está localizado. Então, a menos que o tratamento tenha como alvo a cabeça, o paciente não terá queda de cabelo.

4 - Quanto tempo dura uma sessão de radioterapia?

Cada sessão dura de 8 a 10 minutos. “O número de sessões vai variar de acordo com o tamanho e localização do tumor, além dos resultados dos exames e do estado de saúde atual do paciente”, destaca a médica.

5 - Posso continuar a trabalhar e praticar exercícios físicos normalmente?

A maioria dos pacientes é capaz de continuar com todas as atividades que já desempenhavam antes de iniciar a radioterapia, seja trabalhando ou praticando exercícios físicos. É necessário perguntar ao (à) médico (a) sobre a condição de saúde atual, ele (ela) é quem vai recomendar ou não a volta às atividades corriqueiras.

6 - Tenho outros problemas de saúde, posso continuar tomando os remédios?

O paciente pode e deve manter seus medicamentos de uso contínuo sem prejuízo para o tratamento.

7 - Quais os benefícios da radioterapia?

Cerca de metade dos pacientes que passam pela radioterapia costuma ter resultados muito positivos. Para muitos, o tumor desaparece e a doença fica sob controle, até mesmo alcançando a cura.

E mesmo quando a cura não pode ser alcançada, o tratamento melhora a qualidade de vida do paciente, diminuindo o tamanho do tumor, aliviando o sofrimento, reduzindo hemorragias, dores e outros sintomas.

Desde que assumiu em julho deste ano o serviço de Radioterapia no HRA, a Oncoradium realizou mais de 5 mil sessões de tratamento, beneficiando mais de 200 pacientes.

8 - Quais cuidados devo ter após as sessões de radioterapia?

Durante o tratamento é necessário beber de três a quatro litros de líquido (de preferência água) por dia para manter a pele hidratada e aplicar o hidratante indicado pelo enfermeiro na área da pele submetida à radioterapia.

Evite banhos quentes, sabonetes perfumados, roupas justas, jeans ou lycra. Dê preferência para água fria, sabonete neutro e roupas largas de algodão.

Não depile a área tratada com ceras depilatórias ou lâminas durante o tratamento.

Em alguns casos pode ser necessário utilizar o tratamento radioterápico em conjunto com a quimioterapia (medicamentos que agem contra o câncer), mas isso vai depender do tipo de tumor e da escolha de tratamento feita pelo médico.

(Singular Comunicação)

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2021 AF Notícias. Todos os direitos reservados.