Mercado de trabalho

Moradores de vários bairros serão qualificados para o mercado de trabalho em Araguaína

Cursos de costura, manicure e pedicure, operador de computador, pintura e bordado.

Por Emílio Lopes 836
Comentários (0)

17/06/2021 11h01 - Atualizado há 1 mês
Nesta etapa, são ofertados sete cursos para 150 alunos

O Projeto Capacita Araguaína irá qualificar 150 alunos matriculados em sete cursos com duração de 90 dias. O projeto está sendo realizado pela Prefeitura de Araguaína em parceria com o Instituto Humanitário Anita Luíza e o Senai (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial). O objetivo é capacitar moradores de diversos bairros da cidade.

Os alunos matriculados irão receber capacitação na sede do Instituto Anita Luíza, que fica no Setor Maracanã, e serão qualificados nos cursos de costura de máquina reta e overloque, manicure e pedicure, operador de computador, pintura em tecido e bordado a mão, com previsão de conclusão em 90 dias.

A diretora de Políticas Públicas de Empregabilidade e Inclusão Produtiva, Juliane Carneiro, ressaltou que o Capacita Araguaína é voltado para as demandas nos bairros e contempla as políticas públicas da gestão. “A prioridade é que a capacitação ocorra nos bairros para atender pessoas que não podem estudar. A equipe fez diagnóstico em cerca de 70 bairros e constatamos as demandas dos moradores e do mercado de trabalho”.

Ação social nos bairros

O prefeito Wagner Rodrigues participou da aula inaugural do curso de costura e afirmou que sua gestão tem como prioridade levar ações até os bairros por meio de parcerias. “Nosso objetivo é fazer chegar o social até vocês, temos muitos parceiros, e o lema de nossa gestão é também dá oportunidade ao próximo por meio de parcerias como essa com o Instituto Anita Luíza”.

Já o secretário da Assistência Social, José da Guia, afirmou que a meta é ampliar a qualificação descentralizando os cursos do Centro de Geração de Renda e levando até outros parceiros. “Esse é o pontapé inicial de uma série de cursos, os bairros e a zona rural são prioridades nisso, através dessa formação iremos identificar melhor as demandas sociais desses moradores”.

Mudança de vida

 A maranhense de Presidente Dutra Olívia Pereira, ao escolher morar em Araguaína se qualificou em 2018 por meio do Instituto Ana Luíza na área de costura e viu sua vida ganhar mais qualidade e perspectiva. “O Anita Luíza me acolheu tanto para qualificação como para ganhar renda, pois logo terminei o curso fui chamada para o trabalho com costuras”.

A paraense de Marabá Maria Conceição está matriculada no curso de corte e costura e afirmou que a qualificação vai favorecer a aprendizagem e a realização de um sonho que é aprender a ler. “Eu pretendo aprender a ler aqui, pois eu gosto do curso e estou muito feliz pelo trabalho e a forma como cuidam da gente”.

A moradora do Setor Universitário Cristiane Lustosa busca ampliar sua qualificação técnica. “Pretendo aumentar meu conhecimento através desse curso de informática aqui no Instituto para ganhar mais espaço do mercado de trabalho”.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2021 AF Notícias. Todos os direitos reservados.