Cinco investigações

MPE investiga nepotismo, servidor fantasma e falso médico em Santa Fé e Araguanã

Por Agnaldo Araujo
Comentários (0)

08/05/2018 10h35 - Atualizado há 2 meses
O Ministério Público Estadual instaurou cerca de três inquéritos para investigar supostas irregularidades praticadas na Prefeitura de Santa Fé do Araguaia e Câmara Municipal, norte do Estado. Outros dois inquéritos também apuram ilegalidades em Araguanã. Uma das investigações em Santa Fé mira o presidente da Câmara, o vereador Wagner Pereira da Silva. Conforme denúncia anônima feita ao MPE, o parlamentar teria nomeado um parente direto, configurando nepotismo e afronta à Súmula Vinculante nº 13 do Supremo Tribunal Federal. O órgão não cita o grau de parentesco. Se confirmado, o caso pode configurar como ato de improbidade administrativa por violar os princípios que regem a administração pública e causar prejuízo ao erário, conforme o MPE. O órgão requisitou à Câmara cópia dos atos de nomeação e posse do servidor nomeado, bem como esclarecimento sobre a relação de parentesco do servidor com ocupantes dos cargos de prefeito, vice-prefeito, vereadores e secretários municipais. Prefeito Outro inquérito do MPE tem como alvo o prefeito de Santa Fé, Oídio Gonçalves de Oliveira, também por nepotismo. O gestor teria nomeado seus parentes, parentes do vice-prefeito e de vereadores na administração pública. O MPE também não cita o grau de parentesco dos nomeados. Ex-prefeita A ex-prefeita de Santa Fé, Márcia Aparecida Costa Bento, também é alvo de investigação do MPE por supostamente ter contratado um falso médico, por fraude em processo licitatório e fraude em concessão de bem público sem o devido processo de concorrência pública. Araguanã O MPE também instaurou inquérito para investigar possíveis irregularidades nos contratos temporários e nas contratações de parentes do prefeito de Araguanã, Fernando Luiz dos Santos, e do vice-prefeito da cidade, Hernandes Neves de Brito. O caso ainda envolveria nepotismo cruzado com vereadores. Nesse caso, o MPE requereu ao município de Araguanã cópia dos contratos de trabalho ou termos de nomeação e posse dos servidores, bem como dos respectivos contracheques a partir de janeiro de 2017, devendo esclarecer a relação de parentesco indicada. ‘Servidor fantasma’ O MPE também apura suposta contratação de ‘servidor fantasma’ pelo município de Araguanã no ano de 2014, o qual teria recebido dos cofres públicos o valor de R$ 42 mil sem prestar serviços ao município. As ilegalidades se configuram como enriquecimento ilícito e lesão ao erário.

Comentários (0)

Mais Notícias

Palmas

BMW fica completamente destruída após pegar fogo na Avenida Teotônio Segurado

A BMW ficou completamente destruída após o incêndio. Ninguém ficou ferido.

Violência

Adolescente de 15 anos é morto com três tiros durante assalto no sul do Estado

O menor foi atingido por três disparos na cabeça e no tórax.

Acidente

Mulher tem perna esmagada por veículo após acidente em cruzamento de Palmas

Testemunhas disseram que a motociclista tentou atravessar a Teotônio quando foi atingida

Álcool e direção

Motorista bêbado invade a contramão, colide e mata motociclista na TO-080

Com o impacto da batida, moto e condutor foram arremessados cerca de 30 metros.

Perigo

Crianças são arrastadas por enxurrada enquanto banhavam em córrego de Palmas

Os garotos tomavam banho no córrego quando foram surpreendidos pela força da água.

Engavetamento

Ônibus perde freios e provoca engavetamento na principal avenida de Araguaína

O engavetamento envolveu um ônibus, um veículo de passeio e um caminhão de pequeno porte.

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Nas Redes
Nosso Whatsapp
063 9 9242-8694
Nosso Email
redacao@arnaldofilho.com.br
Copyright © 2011 - 2018 AF Notícias. Todos os direitos reservados.