No norte do Estado

Mulher é inocentada da morte de cabeleireira que teve corpo queimado em Araguaína

Crime ocorreu em dezembro de 2015 em Araguaína.

Por Conteúdo exclusivo AF Notícias 3.786
Comentários (0)

08/12/2021 12h20 - Atualizado há 1 mês
Cabeleireira Eliene Fernandes foi encontrada carbonizada em dezembro de 2015.

O Tribunal do Júri absolveu a balconista Cristiane Pereira de Alecrim da acusação de ter envolvimento na morte da cabeleireira Eliene Fernandes Vieira Campos, 36 anos, que foi encontrada com o corpo carbonizado em uma estrada perto do Povoado Água Amarela, em Araguaína, região norte do estado. O crime aconteceu no dia 29 de dezembro de 2015.

Cristiane era acusada de feminicídio praticado por motivo torpe mediante a utilização de meio cruel e emboscada, além de destruição de cadáver.

ABSOLVIÇÃO

De acordo com a sentença, os jurados reconheceram que a cabeleireira Eliane foi vítima de agressões que lhe causaram graves lesões e a morte. Ainda segundo a decisão, a acusada concorreu para o fato, mas foi absolvida. O júri também considerou que Cristiane não foi responsável pela ocultação do cadáver.

A acusada foi defendida durante o julgamento pelos advogados Rafael Andrade e Márcio Adriano. O julgamento ocorreu no dia 2 de dezembro de 2021.

"Durante todo o processo, a defesa sempre acreditou na inocência de Cristiane, sendo confirmada pelo conselho de sentença", pontuou o advogado Rafael Andrade.

A INVESTIGAÇÃO

No dia 24 de fevereiro de 2016, a Polícia Civil prendeu três suspeitos de envolvimento na morte da cabeleireira Eliene Fernandes. O marido da vítima tinha sido morto três meses antes, o caminhoneiro Severino Dias Campos, 45 anos.

Na época, a polícia prendeu Sérgio Noronha Gomes juntamente com a sua esposa em Araguaína. Cristiane foi presa em Catalão (GO) e seria amante de Sérgio, segundo a polícia. 

Ainda segundo a polícia, havia indícios de conexão entre as duas mortes, e Sérgio também estaria envolvido no homicídio do caminhoneiro. Contudo, ele negou todas as acusações e disse ser amigo do casal, a ponto de frequentar a casa deles. Afirmou também que não teve nenhuma relação extraconjugal com a cabeleireira.

A motivação para o crime seria passional, segundo a polícia, pois Cristiane estaria com ciúmes de Sérgio por achar que ele estaria tendo um relacionamento com a cabeleireira.

O CRIME

O corpo da cabeleireira Eliene foi encontrado pela polícia no dia 30 de dezembro de 2015, próximo ao povoado Água Amarela. O cadáver estava na posição de bruços, completamente carbonizado.

Esse crime ocorreu pouco mais de três meses depois da morte do seu marido. Ele foi assassinado com três tiros no dia 03 de setembro, às margens da BR-153, no Entroncamento.

Eliene junto com o marido Severino, também morto.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2022 AF Notícias. Todos os direitos reservados.