Palmas

Mulher que se recusa ao tratamento de doença contagiosa é acionada na justiça pelo MP

A hanseníase é uma doença contagiosa causada pela bactéria mycobacterium leprae.

Por Redação 1.837
Comentários (0)

07/07/2020 18h39 - Atualizado há 1 mês
Mulher recebeu o diagnóstico ainda em 2019

A 19º Promotoria de Justiça da Capital ajuizou nessa segunda-feira (6 de julho), uma ação contra uma moradora de Palmas que se recusa ao tratamento da hanseníase. O pedido é para que a mulher seja obrigada a retomar o tratamento, imediatamente, sob pena de multa diária.

Segundo o Ministério Público do Tocantins (MPTO), a mulher tem 26 anos de idade e foi diagnosticada, em 2019, por um centro de saúde da quadra 1103 sul. A paciente recebeu orientações de que deveria realizar tratamento medicamentoso com doses supervisionadas mensais e diárias, sendo necessário o acompanhamento pela equipe e a avaliações periódicas, no entanto, se recursa a seguir o protocolo.

A Secretaria da Saúde de Palmas informou à Promotoria de Justiça que tem feito a busca ativa da paciente para oferecer orientações técnicas, mas que a mesma não compareceu à unidade de saúde por acreditar não estar acometida com a doença, afirmando que os sintomas são advindos de uma reação a uma medicação que estava fazendo uso.

A hanseníase é uma doença contagiosa causada pela bactéria mycobacterium leprae que pode causar deformidades e incapacidades físicas consideráveis e muitas vezes irreversíveis.

Na ação, o promotor de Justiça Thiago Ribeiro expõe que o paciente infectado que não se submete ao tratamento gera risco não somente à sua própria saúde, mas também à vida de outras pessoas do seu convívio social. “Diante dos risco que a não realização do tratamento do paciente pode gerar às pessoas com as quais mantém contato, não restou outra opção ao Ministério Público senão a judicialização do presente caso”, disse. (Denise Soares)

ASSUNTOS mpto doença

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2020 AF Notícias. Todos os direitos reservados.