Baixa testagem

Palmas testou apenas 0,6% da população dois meses após confirmar 1º caso de covid-19

A prefeitura disse que aguarda mais testes rápidos para ampliar a capacidade de testagem.

Por Nielcem Fernandes 797
Comentários (0)

22/05/2020 12h25 - Atualizado há 4 dias
Prefeita Cinthia Ribeiro (PSDB), gestora da Capital

A capital do Tocantins tem 299.127 habitantes, segundo estimativa feita pelo IBGE no ano passado, contabilizou 355 casos de Covid-19 até esta quinta-feira (21/05).

Conforme a secretaria municipal da Saúde foram 4.022 notificações para síndromes gripais. Dessas, 1.860 foram testadas para coronavírus, na rede pública e privada, o que representa apenas 0,62% da população de Palmas. O primeiro caso foi diagnosticado no dia 18 de março, ou seja, há mais de dois meses.

Desse total, 540 exames foram de testes rápidos, que detecta a presença de anticorpos e antígenos para o novo coronavírus, 63 do tipo sorológico que é utilizado para saber se a pessoa está ou se já foi infectada pelo vírus e 1.257 exames PCR, utilizados para diagnosticar a presença do vírus no organismo.

Araguaína, a cidade que é considerada o epicentro da doença no Tocantins com 834 casos de Covid-19, já realizou até a última quarta-feira (20) 2.622 testes, o que corresponde a 1,43% da população, estima em 180.470 habitantes.

Palmas é a 2ª cidade no ranking da doença no Estado e já registrou quatro óbitos. Conforme o boletim de ontem, 11 pacientes estão internados, sendo dez em leitos clínicos com quadro estável (5 na rede pública e 5 na rede privada). Há um paciente em estado grave em Unidade de Terapia Intensiva (UTI) de um hospital particular.

Outros 11 pacientes de outras cidades ou estados também estão em tratamento na Capital, sendo dois em leitos clínicos e nove em estado grave.

O QUE DIZ A PREFEITURA

Questionada a respeito da baixa quantidade de testes realizados, a Prefeitura de Palmas disse que testou 47% dos casos notificados (4.022) e que muitos deles apresentam sintomas gripais leves.

A prefeitura disse ainda que é necessário aguardar pelo menos sete dias desde o surgimento dos sintomas para que o teste de detecção de anticorpos seja feito. Antes desse prazo os anticorpos não são perceptíveis.  

O teste rápido é feito através do sangue e em até 48 horas é informado o resultado. Já o PCR é feito em até 72 horas e quem realiza é o Laboratório Central do Estado.

Nos próximos dias, a Saúde fará uma pesquisa por amostragem para identificar a evolução da doença e subsidiar o poder público na tomada de outras decisões. A prefeitura disse ainda que aguarda também a chegada de uma nova remessa de testes nos próximos dias, o que ampliará ainda mais a capacidade de testagem do Município.

Com quase 300 mil habitantes, capital testou apenas 0,62% da população da cidade

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2020 AF Notícias. Todos os direitos reservados.