Sargento

PM registra primeira morte entre militares da ativa por causa da Covid-19 no Tocantins

2º sargento Rosenildo de Oliveira Almeida servia a PM desde 1993.

Por Nilo Almeida 2.538
Comentários (0)

28/12/2020 08h11 - Atualizado há 3 anos
Rosenildo de Oliveira Almeida

A Polícia Militar do Tocantins (PM) informou na noite deste domingo (27) a morte do primeiro policial militar da ativa no Estado em decorrência de complicações da covid-19.

Conforme a nota assinada pelo coronel Márcio Antônio Barbosa de Mendonça, chefe do Estado Maior, o 2º Sargento Rosenildo de Oliveira Almeida morreu no Hospital Regional de Augustinópolis (TO), aos 54 anos. Ele deixa esposa e três filhos.

Rosenildo integrava as fileiras da PMTO desde o ano de 1993. 

NOTA DE PESAR

"A Polícia Militar do Estado do Tocantins, na pessoa do seu Chefe do Estado Maior, Coronel QOPM Márcio Antônio Barbosa de Mendonça, vem por meio desta, manifestar profunda consternação e pesar pelo falecimento do 2º SGT PM ROSENILDO DE OLIVEIRA ALMEIDA, aos 54 anos, ocorrido na tarde de hoje 27/12, no Hospital Regional de Augustinópolis (TO), por complicações causadas pelo COVID-19.

Policial Militar dedicado em suas funções, ingressou na PMTO no ano de 1993, desde então exercendo suas atividades com zelo e servindo a sociedade tocantinense com vigor e grande determinação.

Sargento Rosenildo é o primeiro policial militar do Tocantins da ativa que se torna vítima do COVID-19. O militar deixa esposa e três filhos.

Faz-se votos de que Deus, conforte os corações dos familiares e amigos neste momento de profunda dor e tristeza.

Márcio Antônio Barbosa de Mendonça - Cel QOPM
Chefe do Estado Maior da PMTO"

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2024 AF. Todos os direitos reservados.