UFT

População de Araguaína resiste em deixar hábitos antigos, aponta pesquisa de mestrado

Pesquisa traz análise do comportamento e percepções da covid-19 na cidade.

Por Redação 1.746
Comentários (0)

25/03/2021 09h03 - Atualizado há 3 anos
A pesquisa constatou o aumento da utilização de medicamentos naturais

Um artigo publicado por 23 estudantes e 2 professores do Programa de Pós-Graduação em Estudos de Cultura e Território da UFT (Universidade Federal do Tocantins) em Araguaína avaliou o comportamento da população da cidade no início da pandemia da covid-19 diante das medidas preventivas adotadas pelo Município. 

“Fizemos avaliações reflexivas sobre os impactos e desafios que a pandemia trouxe a vida dos araguainenses. A escolha por Araguaína foi pelo fato de ter sido a primeira cidade da Região Norte a adotar ações de prevenção contra a doença, como por exemplo, a obrigatoriedade do uso de máscaras em vias públicas”, explicou a estudante de mestrado Cristiane Dias. 

Nova rotina 

As novas medidas de segurança mudaram a rotina da população. Em uma foto registrada pelas alunas, um grupo de três pessoas estudando em uma mesa de uma biblioteca da cidade mostrou a dificuldade de adaptação às novas regras. 

“Apesar do uso de máscara percebemos com essa situação que as pessoas tiveram certa dificuldade em evitar a aproximação umas com as outras. Foi a situação que mais encontramos na cidade a da resistência de muitos em deixar os hábitos antigos pelos novos, como no caso de evitar os encontros e eventos por exemplo”, destacou a aluna. 

Outro detalhe avaliado pela pesquisa foi o aumento da utilização de medicamentos naturais, já que nas residências visitadas durante a realização do trabalho foi destaque a presença de remédios naturais como chás, melados e outros. 

Referencial  

O artigo relata ainda as ações preventivas desenvolvidas durante atendimento na Prefeitura de Araguaína como a instalação de materiais informativos sobre o uso obrigatório de máscaras e a oferta de álcool para higienização. 

“Para a turma foi uma experiência de muito aprendizado por podermos perceber as novas atitudes que a covid trouxe a todos nós e os impactos disso na rotina das pessoas. Ficamos felizes em contribuir para a história ao apresentarmos essa análise comportamental da população”, concluiu a estudante. 

Repercussão  

O trabalho desenvolvido pelo grupo de estudantes ganhou repercussão e foi publicado na revista Ciência Aberta em Revista, edição de janeiro deste ano. 

(Adriana Santana)

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2024 AF. Todos os direitos reservados.