Eleições 2020

Pré-candidato a prefeito de Palmas cogita tríplice aliança partidária e mira eleitorado de Amastha

Ex-reitor da UFT buscará diálogo entre Podemos, PCdoB e PSB.

Por Nielcem Fernandes 1.177
Comentários (0)

14/01/2020 10h12 - Atualizado há 1 semana
Amastha, Barbiero e Dimas

Após comunicar oficialmente sua saída do PSB na noite desta segunda-feira (13), o ex-reitor da UFT, Alan Barbiero, aceitou o convite do prefeito Ronaldo Dimas para se filiar ao Podemos e disputar a Prefeitura de Palmas.

Para Barbiero, a intenção é criar uma "alternativa de candidatura com qualidade" para as eleições 2020. Apesar das divergências no PSB, ele disse não ter qualquer mágoa. 

“Meu sentimento é de poder criar uma alternativa a mais de candidatura com qualidade para Palmas. Acredito que o diálogo com o PSB continua. Vamos construir uma agenda positiva apresentando projetos viáveis para a capital para melhorar a vida das pessoas”, disse ao AF Notícias.

Tríplice aliança

Barbiero não descartou a possibilidade de articular uma tríplice aliança para a disputa de outubro.

"Temos três candidaturas em nosso campo político. A Germana [Pires] do PCdoB, o Tiago [Andrino], agora pelo PSB e eu pelo Podemos. Acredito muito na capacidade de articulação do Ronaldo Dimas e do Amastha. Precisamos manter um grupo forte, unido para ganhar as eleições em Palmas", afirmou.

‘Prego batido e ponta virada’

O ex-reitor não escondeu que gostaria de disputar a prefeitura pelo PSB e explicou que sua saída foi estratégica, visando ampliar os horizontes na política.

“Queria muito ter sido candidato pelo PSB, mas iríamos arrastar um debate até as convenções. Entendi que era melhor buscar a ampliação do nosso campo político e o Ronaldo Dimas nos ofereceu essa oportunidade”, declarou.

Eleitorado de Amastha

Barbiero também sinalizou que pretende conquistar os simpatizantes do ex-aliado Amastha, que não será candidato a prefeito.

“Vamos fazer de tudo para manter nosso grupo unido, mas vamos buscar logicamente, o voto daquele eleitor que apreciou a gestão do Amastha, pois nós temos o mesmo perfil como gestor. Também vamos buscar os outros eleitores que não tinham a mesma simpatia pela gestão, mas que conhece o nosso trabalho por onde passamos”, argumentou.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2020 AF Notícias. Todos os direitos reservados.