"Família unida"

Prefeita de Aragominas é acusada de favorecer a irmã em cargo público; secretário nega

Por Agnaldo Araujo
Comentários (0)

21/07/2017 14h24 - Atualizado há 2 meses
Moradores da cidade de Aragominas, no norte do Estado, denunciaram a prefeita Eliete Alves de Melo (PP) por suposto favorecimento à sua irmã em cargo comissionado na prefeitura e com aumento salarial. O caso teria deixado outros servidores revoltados, que já teriam acionado o Ministério Público Estadual. A irmã da gestora é servidora efetiva do município como auxiliar de biblioteca. Segundo a denúncia, no primeiro mês de gestão da prefeita Eliete, o salário da irmã Elisangela Alves de Melo passou de pouco mais de um salário mínimo, no mês de dezembro de 2016, para R$ 1,9 mil em janeiro de 2017, através de portaria. E no mês de maio de 2017, o salário teria chegado a R$ 3.360,26 - maior do que o subsídio pago aos secretários municipais. "Os servidores públicos de Aragominas estão revoltados com essa situação, pois a prefeita beneficia diretamente seus parentes e correligionários políticos que estão na vida pública", afirma. Além disso, a irmã da prefeita é concursada da Educação, mas está cumprindo horário na Secretaria Municipal de Finanças, o que caracteriza desvio de função. "Os servidores e a população de Aragominas não aguentam mais essas práticas lesivas ao erário por parte da prefeita e se surpreendem com tamanho despreparo e falta de respeito com a coisa pública", pontua a denúncia. A denúncia acrescenta ainda que irmã da prefeita é remunerada com recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb 40), que deveria pagar apenas servidores da educação. O OUTRO LADO O secretário municipal de Administração, João Maria, negou que a irmã da prefeita esteja sendo favorecida. Segundo ele, Elisangela é servidora concursada e atualmente está cedida à secretaria municipal de Finanças. "Não há nenhuma ilegalidade nisso", disse. João Maria confirmou que Elisangela recebe salário de R$ 1,9 mil. Já quanto ao ganho adicional do mês de maio, o secretário explicou que foi em razão do pagamento cumulativo da gratificação do mês anterior, que estava em atraso. Veja mais http://afnoticias.com.br/prefeita-de-aragominas-e-acusada-de-nepotismo-para-agraciar-aliados-mpe-pede-afastamento-dos-nomeados/

Comentários (0)

Mais Notícias

Perigo

Crianças são arrastadas por enxurrada enquanto banhavam em córrego de Palmas

Os garotos tomavam banho no córrego quando foram surpreendidos pela força da água.

Engavetamento

Ônibus perde freios e provoca engavetamento na principal avenida de Araguaína

O engavetamento envolveu um ônibus, um veículo de passeio e um caminhão de pequeno porte.

Ipueiras (TO)

Ex-prefeito é denunciado por não repassar empréstimos consignados aos bancos

Dezenas de funcionários foram lesados e tiveram seus nomes negativados no SPC/Serasa.

Caso Gislane

Mulher é presa suspeita de encomendar morte de jovem por ciúmes do namorado

A PM prendeu Marcela ainda dentro do ônibus quando chegava a cidade de Cristalândia

Animal Silvestre

Tamanduá-bandeira é capturado dentro de casa em Araguaína e solto na natureza

O animal foi colocado numa gaiola e solto em uma área verde próximo à cidade.

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Nas Redes
Nosso Whatsapp
063 9 9242-8694
Nosso Email
redacao@arnaldofilho.com.br
Copyright © 2011 - 2018 AF Notícias. Todos os direitos reservados.