Conselho Regional

Professor Daniel é favorito na disputa à presidência do CREA-TO, avaliam líderes de associações

Dois representantes de associações avalariam o cenário da disputa.

Por Redação 651
Comentários (0)

10/06/2020 16h36 - Atualizado há 3 meses
Professor Daniel concorre à presidência do CREA-TO

A eleição para a presidência do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Tocantins (CREA –TO) foi transferida para o dia 15 de julho devido à pandemia do coronavírus e às dificuldades logísticas decorrentes das medidas de distanciamento social.

O peito estava marcado para o dia 03 de junho. Na nova data também ocorrerá a escolha do Conselheiro Federal do CONFEA e dos Diretores Geral e Administrativo da Mútua.

Para José Fernando de Melo, presidente da Associação dos Engenheiros Civis do Tocantins (AECTO), o nome do candidato de oposição, Professor Daniel, vem tendo uma boa aceitação.

“Acredito que isso aconteça por ele trazer a bandeira da renovação, algo que vejo fazer parte do atual momento brasileiro, e ainda em razão da amplitude de suas propostas. Os 2 candidatos da situação também possuem seus eleitores cativos”, analisou José Fernando.

Além do Professor Daniel, também estão concorrendo ao cargo de presidente os engenheiros Fábio, Cid Tacaoca Muraishi, Professor George, Jefferson Cassoli, Elievan Marques e Carlos Spartacus.

Professor Daniel propõe fiscalização intensa sobre os serviços executados sem o acompanhamento de profissionais habilitados, tanto em áreas urbanas quanto rurais, objetivando ampliar as oportunidades para a classe e garantir a proteção da sociedade. Ele também defende a desburocratização e modernização do sistema, visando o benefício do profissional e a celeridade dos processos.

O vice-presidente da Associação dos Engenheiros do Sul do Tocantins (AESTO), Evaldo Rêgo, também vislumbra a vantagem do candidato oposicionista e aponta uma disputa acirrada para Conselheiro Federal, polarizada entre os candidatos da situação e oposição.

“Se fosse uma aposta, apostaria no Daltro Pereira. Com um conjunto de propostas muito sólidas e que também carrega a ideia de renovação e ética, fundamentais para o cargo”, continuou.

As disputas consideradas mais abertas são para os cargos da Mútua. José Fernando aponta que, apesar da grande importância dos cargos, poucos associados conhecem o verdadeiro trabalho da Mútua, que envolve financiamentos e vários benefícios. Para ele, essas vagas devem ficar com os candidatos de Araguaína, Natália Kariny, na Diretoria Administrativa, e André Ribeiro, como Diretor Geral, em razão do apoio recebido pelo Professor Daniel.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2020 AF Notícias. Todos os direitos reservados.