Coronavírus

Servidores do CEIP Palmas estão em alerta após plantonista apresentar sintomas do covid-19

A servidora teria mantido contato com médico que cuida de pacientes infectados em São Paulo.

Por Redação 2.673
Comentários (0)

18/03/2020 09h00 - Atualizado há 1 ano
As visitas às unidades do Sistema Socioeducativo estão suspensas.

Servidores públicos que trabalham no Centro de Internação Provisória de Palmas (Ceip) estão apreensivos depois que uma das plantonistas voltou de uma viagem ao Estado de São Paulo e apresentou sintomas semelhantes ao do novo coronavírus (Covid-19).

Segundo a denúncia, durante a viagem, a servidora esteve em contato com um médico que estaria cuidando de pacientes contaminados pelo novo coronavírus em São Paulo. Ela regressou a Palmas na última quinta-feira (12) e apresentou os primeiros sintomas da doença durante o seu plantão na unidade na sexta-feira (13).

Os funcionários do Ceip disseram ao AF Notícias que a situação foi comunicada à Secretaria de Cidadania e Justiça (Seciju), responsável pela unidade, mas nenhuma medida preventiva teria sido tomada.

“A coordenação da unidade comunicou os fatos à Seciju e nenhuma medida foi tomada. Algumas colegas já foram ao médico e foram afastadas por 14 dias. Essa medida foi tomada por conta própria. A servidora que esteve em São Paulo foi trabalhar normalmente na segunda-feira (16) e foi dispensada pela coordenação”, relatou uma servidora que pediu para não ser identificada.

VISITAS SUSPENSAS

A Secretaria de Cidadania e Justiça (Seciju) informou na tarde desta terça-feira (17) que as visitas às unidades do Sistema Socioeducativo estão suspensas.

Na nota, a Seciju informou que a Superintendência de Administração dos Sistemas de Proteção dos Direitos da Criança e do Adolescente está em estado de alerta e já possui um Plano de Ação para impedir qualquer caso dentro das unidades socioeducativas.

Por fim, a Seciju esclareceu que não há registro de caso suspeito da doença no Sistema Socioeducativo do Estado do Tocantins e que as unidades são assistidas por profissionais de saúde do quadro de servidores do Estado.

O QUE DIZ A SAÚDE

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) informou, em nota, que este caso não se enquadra na definição de casos suspeitos do Covid-19 estipulados pelo Ministério da Saúde (MS).

Conforme a Saúde, caso a paciente e os colegas apresentem os sintomas de síndrome respiratória relacionados ao covid- 19, como tosse, coriza e falta de ar, estes devem procurar a unidade básica de saúde mais próxima de sua residência, para avaliação.  

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2021 AF Notícias. Todos os direitos reservados.