Araguaína

Vendedores ambulantes vão ficar no calçadão da Via Lago até a construção de Praça de Alimentação

Reunião foi um momento de diálogo, escuta e sugestões.

Por Redação 1.500
Comentários (0)

23/02/2024 16h37 - Atualizado há 1 mês
Prefeito Wagner durante a reunião

Notícias do Tocantins - A Prefeitura de Araguaína afirmou que está avançando na criação de um espaço regularizado para os vendedores ambulantes da Via Lago. Na manhã desta sexta-feira (23), o prefeito Wagner Rodrigues reuniu-se com mais de 40 trabalhadores da localidade, no auditório da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), para um momento de diálogo, escuta, sugestões e também para apresentar o projeto que formaliza os pontos de comercialização, uma Praça de Alimentação que funcionará na Rua Parati, próxima da Via Lago.
 
Até a concretização do projeto, Wagner garantiu o retorno imediato das atividades comerciais na Via Lago, realocando temporariamente os vendedores ambulantes para uma área no calçadão do ponto turístico. "A cidade é feita por todos e o direito de trabalho de vocês será preservado, de forma organizada e legalizada", garantiu o prefeito.

A decisão, tanto do local provisório, quanto do ponto definitivo, teve apoio total dos vendedores ambulantes. “Nós estávamos apreensivos em não poder mais trabalhar na Via Lago, mas estivemos aqui com o prefeito e tudo foi esclarecido. Estamos muito felizes com o resultado”, afirmou a vendedora Dalila Alencar.

Durante a reunião, o prefeito também se colocou à disposição da comunidade para conversas, tirar dúvidas e relembrou o quanto a participação da população é fundamental nas ações. “Vocês sabem da minha índole e o quanto eu tenho feito para organizar a cidade tudo com diálogo e bom senso. Foi assim em todas as tomadas de decisão”, disse Wagner.

Etapa em andamento

Atualmente, o Município trabalha na ampliação e adaptação da iluminação de parte da Rua Parati, local onde será criada uma Praça de Alimentação, além da demarcação das áreas para instalação das tendas. Essa primeira etapa está prevista para concluir na segunda-feira (26). A próxima fase será a entrega das estruturas para a comercialização dos produtos, que já estão sendo confeccionadas de forma padronizada com nove metros quadrados cada uma.

Reunião no auditório da OAB

Projeto Empreende Araguaína

A iniciativa de regularizar áreas públicas para vendedores ambulantes corresponde a uma das etapas do Projeto Empreende Araguaína, que por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Meio Ambiente, em 2023, já havia sido apresentado aos vendedores ambulantes em outras reuniões.

O Empreende Araguaína tem o objetivo de fomentar o desenvolvimento econômico, turismo na região e potencializar as vendas dos empreendedores locais. “Com esse projeto, teremos uma melhor ocupação do espaço público por meio da regularização, diminuição do índice de informalidade, maior fidelização e oportunidade de parceiros, facilidade para acesso de financiamento e outros benefícios que vão alavancar as vendas de vocês”, afirmou o secretário de Desenvolvimento Econômico e Meio Ambiente, Joaquim Quinta Neto.

Além da reunião, outras ações foram desenvolvidas, dentre elas um cadastramento para priorizar os ambulantes que já atuam a Via Lago. Ednalva da Silva faz parte dessa lista. Há sete anos, ela vende lanches no ponto turístico e ficou contente com a iniciativa e projeto.

“O prefeito chegou, mostrou a capacidade e o interesse em resolver, principalmente por nós que já estamos na Via Lago há muito tempo, e hoje nós já voltamos ao trabalho. Foi maravilhoso”, contou a vendedora.

Outras ações

Em 2023, também foi realizada a capacitação dos vendedores ambulantes com o Sebrae. O Município ainda busca parcerias com instituições privadas para oferecer linhas de crédito, que permitirão que eles façam novos investimentos em seus negócios.

Dentre outras medidas adotadas pela Prefeitura de Araguaína em apoio à economia da cidade foi a extinção de mais de 150 taxas e tarifas municipais que beneficiou mais de 100 atividades econômicas, dentre elas os vendedores ambulantes e feirantes das feiras livres do Mercado Municipal, Entroncamento e Bairro JK foram contemplados. Em 2022, o projeto de lei revogou as taxas de licença para ocupação de áreas em vias e logradouros públicos.

'O direito de trabalho de vocês será preservado', disse Wagner

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2024 AF. Todos os direitos reservados.