Campanha eleitoral

Vicentinho promete não aumentar impostos e diz que Carlesse apoiou o 'pacotaço'

Por Redação AF
Comentários (0)

11/06/2018 09h28 - Atualizado há 1 semana
Ao retomar a agenda política no início da manhã de domingo, 9 de junho, o senador e candidato a governador na eleição suplementar, Vicentinho Alves (PR), detalhou as suas propostas para o empresariado do Estado e lembrou que o adversário neste segundo turno, Mauro Carlesse (PHS), ajudou o governo do Estado a aumentar impostos votando a favor do 'pacotaço' em setembro de 2015. "É uma incoerência ele falar que está ao lado do empresário, mas quando teve a chance votou a favor de aumentar a carga tributária de todo o Tocantins, penalizando o setor produtivo e a população", ressaltou o candidato, ao prometer que, na sua gestão, o governo não vai aumentar impostos e promoverá revisão do Código Tributário Estadual. Vicentinho prometeu também acabar com a complementação de ICMS e manter os TAREs (Termos de Acordo de Regime Especial), além de dar poderes ao CDE (Conselho de Desenvolvimento Econômico), que será deliberativo e com maioria composta de empresários, e fortalecer a Agência de Fomento do Estado. "São compromissos que temos como cumprir. Garanto que com a política correta, e não aquela que aumenta impostos, podemos fazer o Tocantins voltar a crescer", disse. Para o candidato, o pacotaço de 2015 foi muito equivocado. "Respeito quem pensa diferente, mas o Estado já estava em profunda crise, não tinha como penalizar ainda mais a população". No pacotaço, o IPVA chegou a dobrar de valor, alguns produtos agrícolas tiveram ICMS subindo de 7% para 12% e a gasolina chegou a 27%. Meses depois, os deputados, arrependidos, deram uma amenizada na elevação dos impostos, mas mantiveram aumentos em quase todos os itens em proporção menor.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Nas Redes
Nosso Whatsapp
063 9 9242-8694
Nosso Email
redacao@arnaldofilho.com.br
Copyright © 2011 - 2018 AF Notícias. Todos os direitos reservados.