Tocantins

Presidente da Câmara de Xambioá entra na mira do MPTO por não realizar concurso público

Após representação dos vereadores Elson Bujica e Eudo Pereira.

Por Conteúdo AF Notícias 710
Comentários (0)

31/08/2023 15h29 - Atualizado há 7 meses
Câmara de Xambioá

O Ministério Público do Tocantins (MPTO) instaurou um inquérito para investigar a atual gestão da Câmara Municipal de Xambioá por suspeita de priorizar a "contratação de servidores de forma precária" e não realizar concurso público.

Se confirmada a suspeita, o caso pode configurar ato de improbidade administrativa, segundo o órgão. A presidente da Câmara é a vereadora Adriana Gomes Fernandes.

A investigação do MPTO ocorre após representação dos vereadores Elson Bujica e Eudo Pereira.

A portaria de instauração do inquérito pode ser conferida aqui. 

Outro lado

Procurada pelo AF Notícias, a Câmara de Xambioá informou que, como foi o caso trata-se de denúncia, está respondendo diretamente ao MPTO. 

Título de cidadão não concedido ao governador

Na semana passada, a Câmara de Xambioá arquivou um projeto de lei destinado a homenagear o governador Wanderlei Barbosa com o título de Cidadão Xambioaense.

O projeto foi apresentado na Casa de Leis pelo vereador Ramon do Salmeiron em abril deste ano, mas não havia sido apreciado até este mês de agosto.

Após o AF Notícias divulgar o caso, a Câmara arquivou a proposta sob o argumento de que  não se adequava a uma resolução de 2017.

Veja mais

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2024 AF. Todos os direitos reservados.