Em Paranã

26ª unidade do Colégio Militar vai funcionar em escola que pode ter 500 estudantes

As unidades estão distribuídas em 23 municípios.

Por Redação 1.796
Comentários (0)

26/01/2022 14h55 - Atualizado há 3 meses
Hasteamento da Bandeira no Colégio Militar de Palmas

A comunidade escolar de Paranã aprovou a implantação da metodologia dos Colégios Militares na Escola Estadual Euclides Bezerra Gerais por unanimidade durante consulta pública realizada nesta quarta-feira (26). A unidade de ensino tem capacidade para atender cerca de 500 estudantes.

A consulta foi feita pelo Governo do Tocantins, através da Secretaria de Estado da Educação, Juventude e Esportes (Seduc) e a Polícia Militar (PM).

Representando o governador do Tocantins, Wanderlei Barbosa, o presidente da Assembleia Legislativa, Toinho Andrade, destacou que a educação tem conquistado importantes avanços.

"Muitas vezes levantei a bandeira da implantação de um Colégio Militar em Paranã e, finalmente, estamos aqui, hoje, para consultarmos a comunidade e trazermos esse benefício. O Tocantins não para, e sabemos que a Educação é o meio do Estado continuar se desenvolvendo", ressaltou.

O titular da Seduc, Fábio Vaz, destacou que “essa será a 26° unidade de ensino com a metodologia dos Colégios Militares e vamos continuar avançando”.

Consulta em Paranã

A trabalhadora rural e aposentada Jardilina Catarino da Silva saiu da sua casa, a 32 km de distância da sede do município, para participar da consulta pública. Ela tem um neto matriculado no 9°ano na Escola Estadual Euclides Bezerra Gerais.  

"Meu neto sempre foi muito dedicado e agora, com essa mudança, ele vai aprender muito mais. Eu acho boa essa mudança, é uma boa oportunidade para os alunos que querem crescer nos estudos, que querem ir para uma faculdade", destacou.

Jardilina Catarino da Silva

O estudante Joel Júnio Ramos Rodrigues, 14 anos, está na fase de conclusão do ensino fundamental e foi até a escola com o pai, Joel Ramos da Silva, acompanhar a consulta pública.

Ele destacou que, por ser uma novidade, a metodologia dos Colégios Militares pode gerar estranhamento, mas terá bons resultados depois. "No começo, os estudantes podem até sentir um pouco de dificuldade com a mudança, mas depois vão perceber que ela ajuda na nossa organização [referindo-se à disciplina]. Meu pai me chamou para vir e depois eu fiquei muito interessado em ver como vai funcionar a escola. Acho que outros colegas poderiam ter vindo também", apontou.

América Bezerra Gerais, filha do pioneiro do município que dá nome à unidade de ensino, comemorou. "Eu, em nome da minha família, quero dizer que estou muito feliz com os anúncios que foram feitos aqui. Esse olhar voltado a essa escola que honrosamente recebe o nome do meu pai”, disse.

Colégios Militares

Com esta nova unidade, o Tocantins passará a contar com 26 Colégios Militares distribuídos nos seguintes municípios:

  1. Araguaína;
  2. Arraias;
  3. Araguatins;
  4. Augustinópolis;
  5. Araguaçu;
  6. Colinas do Tocantins;
  7. Dianópolis;
  8. Taguatinga;
  9. Alvorada;
  10. Gurupi;
  11. Palmeirópolis;
  12. Guaraí;
  13. Miracema;
  14. Palmas;
  15. Cristalândia;
  16. Paraíso do Tocantins;
  17. Porto Nacional;
  18. Pindorama;
  19. Aliança do Tocantins;
  20. Colmeia;
  21. São Miguel do Tocantins;
  22. Natividade; e
  23. Paranã.
Antônio Andrade representou o governador
Comunidade Escolar aprovou a implantação da metodologia militar

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2022 AF Notícias. Todos os direitos reservados.