Aos 21 anos

Acadêmico de matemática lê quase 20 livros em um ano e vira exemplo em Araguaína

Ronaldo gosta de ler romances clássicos e obras filosóficas. Ele estuda na UFT de Araguaína.

Por Redação 2.563
Comentários (0)

12/06/2019 09h20 - Atualizado há 2 semanas
Ronaldo Araújo

Ao contrário do imaginário popular, o acadêmico de matemática Ronaldo Araújo de Souza, de 21 anos, tem a leitura literária como principal aliada nos estudos e na construção do pensamento crítico.

Filho de lavradores do interior do Pará, ele se mudou para Araguaína em 2017 e conseguiu ingressar na Universidade Federal do Tocantins (UFT).

No ano passado, Ronaldo leu 18 obras e tem planos para bater o recorde em 2019. “Ler é importante, pois possibilita um pensamento abrangente, independente e crítico”, disse.

Sobre o que gosta de ler, Ronaldo disse que prefere romances clássicos e obras filosóficas. “O interessante é que, por vezes, nem preciso ler livros diferentes, pois alguns autores, como Dostoiévski e Sartre, magnificamente, conseguem fazer um entrelaçamento entre o literário e filosófico”, afirmou.

O acadêmico também disse que busca na leitura não apenas satisfação ou conhecimento, “mas também para minha constituição como pessoa humana dotada de espírito e responsabilidades”.

Sobre o pensamento popular de que o matemático não tem familiaridade com a leitura, Ronaldo não concorda. “Acho importante descontruir a ideia de que matemática se resume, primeiramente e acima de tudo, em cálculos e problemas abstratos. Esse é apenas um modo de ser, dentre outros, da matemática”, finalizou.  

Livros lidos pelo acadêmico em 2018

1 - Inocência – Visconde de Taunay

2 - Diário de um mago – Paulo Coelho

3 - Dom Casmurro – Machado de Assis

4 - Memórias póstumas de Brás Cubas - Machado de Assis

5 - Alquimista - Paulo Coelho

6 - Olhai os lírios do campo – Érico Veríssimo

7 - Crime e castigo – Fiódor Dostoiévski

8 - Ana Karênina – Liev Tolstói

9 - Memórias do subsolo – Fiódor Dostoiévski

10 - A Náusea – Jean-Paul Sartre

11 - O conceito de angústia – Søren Kierkegaard

12 - O desespero humano - Søren Kierkegaard

13 - O existencialismo é um humanismo – Jean-Paul Sartre

14 - Primeiro amor – Ivan Turguêniev

15 - Gente pobre – Fiódor Dostoiévski

16 - Pobre Liza – Nikolai Karamzin

17 - O eterno marido –Fiódor Dostoiévski

18 - Humilhados e ofendidos - Fiódor Dostoiévski

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2019 AF Notícias. Todos os direitos reservados.