Miracema

Acusado de matar homem com golpe de canivete no peito é condenado a 12 anos de prisão

Condenado é um dos três acusados pelo homicídio.

Por Redação
Comentários (0)

30/10/2020 08h52 - Atualizado há 4 semanas
Julgamento foi nesta quinta, 29

O julgamento de Júlio César de Sousa Soares, nesta quinta-feira (29), marcou o retorno das sessões do Tribunal do Júri em Miracema do Tocantins, paralisadas desde o início da pandemia, e inaugurou o plenário do novo fórum da cidade.

Júlio César é um dos três acusados pelo homicídio de Marcos André Santos Silva, morto com golpe de arma branca, na cidade de Tocantínia, em março de 2019.

Júlio César foi condenado a 12 anos de prisão por homicídio qualificado, conforme os pedidos da denúncia criminal oferecida pelo Ministério Público. Segundo consta no inquérito, a vítima teria entrado em luta corporal com os acusados, tendo Júlio César desferido golpe de canivete no peito de Marcos André.

O crime de homicídio duplamente qualificado foi praticado em concurso de agentes, por motivo fútil e recurso que tornou impossível a defesa da vítima, tese sustentada pelo promotor de Justiça João Edson de Sousa no júri. Por enquanto, só um réu foi julgado.

Novo Fórum

A sede do novo fórum conta, entre outros ambientes, com gabinetes completos com assessoria, protocolo/secretária, sala de depoimento especial, da OAB, do Ministério Público, do Tribunal do Júri, uma cela, um dormitório para policial, uma sala para testemunha de defesa, uma sala testemunha de acusação, sala secreta, sala de armas, Esmat, duas salas para o Cejusc e Cartório unificado.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2020 AF Notícias. Todos os direitos reservados.