Mais testes

Após críticas, Palmas vai ampliar testagem de covid-19 e contratar 35 leitos de UTI e clínicos

Novos testes serão feitos a partir da próxima semana.

Por Redação 609
Comentários (0)

23/05/2020 09h29 - Atualizado há 2 dias
Testes de covid-19

A prefeita de Palmas, Cinthia Ribeiro (PSDB), anunciou que o Município está adquirindo 10 mil reagentes para ampliar a testagem junto à população, o que permitirá avaliar com mais rigor técnico o quadro da pandemia na capital e melhor direcionar os recursos humanos e financeiros no combate ao novo coronavírus.

Os reagentes já estão em Palmas e os testes laboratoriais serão realizados a partir da próxima semana.  

Os testes serão realizados no Laboratório Municipal por meio de uma metodologia de quimiluminescência, uma das mais eficientes para a detecção de anticorpos IgG e IgM. Esses dois anticorpos têm ação conjunta na proteção imediata e a longo prazo contra infecções.

O Laboratório Municipal possui capacidade instalada para liberar 60 amostras por hora por cada um de seus dois equipamentos. Os profissionais da Secretaria Municipal de Saúde (Semus) já estão capacitados e qualificados e para este procedimento. “Com essa ação será possível a ampliação da testagem com padrão de excelência”, enfatizou a gestora.

A medida foi tomada pela prefeita após inúmeras críticas em relação à baixa testagem e falta de ações concretas para o fortalecimento da saúde pública e enfretamento à pandemia. 

Palmas testou apenas 0,6% da população dois meses após confirmar 1º caso de covid-19

TJ-TO

Conforme Cinthia Ribeiro, o Tribunal de Justiça do Tocantins (TJ-TO) entregará ao Laboratório Municipal nos próximos dias 15 mil testes rápidos, ampliando ainda mais as testagens na população.

Ela explicou que a cooperação entre a Prefeitura e TJ-TO estabelece que a testagem seja feita primeiramente em todos os profissionais de Saúde do Município e do Estado, o que possibilitará uma melhor gestão destes profissionais e uma maior segurança para os que estão diretamente envolvidos no enfrentamento da covid-19.

Para a prefeita Cinthia Ribeiro, todos os recursos econômicos, financeiros, equipamentos públicos e de pessoal estão focados no enfrentamento dessa pandemia. “Sabemos que é uma crise mundial e sem precedentes. E como não existem especialistas em covid-19, nossa gestão tem buscado se orientar nos órgãos de Saúde e Vigilância Sanitária do País. Estamos fazendo o melhor possível para que a população de Palmas tenha segurança”, comentou.

O secretário de Saúde de Palmas, Daniel Borini, ressaltou que é necessário seguir o protocolo do Ministério da Saúde para uma testagem eficaz. “Estamos seguindo rigorosamente as orientações. O teste rápido é aplicado na pessoa que, apresentando sintomas da covid-19 procura uma unidade de saúde e após a orientação médica vai para o isolamento domiciliar por sete dias. Após este período, se os sintomas permanecerem e/ou agravarem, será aplicado o teste. Importante dizer que, a partir da orientação médica de isolamento, o paciente é acompanhado diariamente por um profissional da saúde, que monitora os sintomas”, detalhou o secretário.

Pesquisa por amostragem

Palmas também vai executar o projeto de pesquisa intitulado “Novo coronavírus (SARS-Co V-2): inquérito populacional para pesquisa de anticorpos no município de Palmas, Tocantins, Brasil”.

O projeto será desenvolvido em quatro fases, feito por meio da Secretaria Municipal de Saúde e da Fundação Escola de Saúde Pública (Fesp), em parceria com a Universidade Federal do Tocantins (UFT) e apoio da Ulbra, .

A primeira fase se iniciou no dia 19 de maio e encerra neste sábado, 23, e foi realizada nos territórios de saúde do Município de Palmas, organizada da seguinte forma: 19 e 21 de maio, aplicação do inquérito domiciliar; 21, 22 e 23 de maio, realização da coleta de material biológico.

Essa primeira etapa é composta por entrevista domiciliar, seguindo as normas de biossegurança preconizadas pela Organização Mundial de Saúde, com duração aproximada de 10 minutos, na qual os pesquisadores fazem perguntas sobre identificação pessoal e profissional, condições de saúde e atitudes comportamentais durante a pandemia da covid-19.

Já na segunda etapa da pesquisa será realizada coleta de sangue para verificar a presença do coronavírus. “As medidas e os exames laboratoriais são muito importantes, porque são sinais precoces de contaminação do novo coronavírus (covid-19)”, explica Borini.

As informações coletadas servirão para uma melhor organização e planejamento dos serviços de saúde para o enfrentamento da pandemia em Palmas.

Da contratação de leitos

A prefeita de Palmas anunciou que está contratando 17 leitos de UTI e 18 leitos clínicos da rede privada de saúde. Segundo a prefeita, a Secretaria de Saúde aguarda as recomendações dos órgãos de controle, uma vez que 70 % dos leitos privados foram requisitados administrativamente pelo Governo de Estado.

Novos equipamentos públicos 

A Prefeita relacionou ainda outros investimentos para ampliar e qualificar a oferta de serviços de saúde. Um deles é o Centro de Saúde da Comunidade de Taquaruçu, que contou com investimento de mais de R$ 1,1 milhão e está em fase de acabamento. O prédio atual do CSC continua funcionando e o atendimento à população vem sendo feito normalmente.

O planejamento da Secretaria Municipal da Saúde prevê a transferência dos serviços para o novo bloco assim que estiver concluído e, em seguida, terá início a reforma do prédio atual, com a previsão de entrega em até dois meses.

A policlínica da Arno 31 também passa por ampliação e reforma. O próximo passo após o término da etapa estrutural será a instalação dos equipamentos e da mobília nos consultórios e nas salas de atendimento.

E, para o armazenamento de vacinas – limnobiológicos - está em construção a Rede de Frio de Palmas. A obra, orçada em pouco mais de R$ 1 milhão, faz parte de um programa do Ministério da Saúde (MS), que destinou recursos para fomento e aprimoramento das condições de funcionamento da Rede de Frio de municípios de 12 estados brasileiros. Localizada na Quadra Arse 22 (206 Sul), a previsão para entrega da obra é até outubro deste ano.

E para melhor atendimento da população, as UPAs foram reestruturadas. Além de adequação da estrutura física para garantir as áreas de isolamento, a UPA Norte ganhou 12 leitos e 06 respiradores e a UPA Sul, 09 leitos e mais 06 respiradores para a área de covid-19.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2020 AF Notícias. Todos os direitos reservados.