Sem direitos pagos

Aposentados e pensionistas do Igeprev não paritários estão sem reajuste há três anos

'Estamos há três anos sem receber um centavo de reajuste', disse.

Por Conteúdo AF Notícias 3.558
Comentários (0)

29/06/2022 08h30 - Atualizado há 1 mês
Sede do IGEPREV em Palmas.

Os aposentados e pensionistas do Instituto de Gestão Previdenciária do Estado do Tocantins (Igeprev-TO) que recebem seus benefícios de forma não paritária aos demais inativos estão com sem nenhum reajuste há três anos. Desse modo, os benefícios estão congelados enquanto a inflação corrói seu poder de compra.

A situação foi denunciada ao AF Notícias por uma pensionista do órgão. “Nós recebemos [o reajuste] pelo índice INPC, que é o mesmo percentual e na mesma data do salário mínimo, todo mês de janeiro. Porém, estamos há três anos sem a implantação desse índice, nos anos 2020, 2021 e 2022”, apontou a denúncia.

A pensionista lembrou que, recentemente, o Governo do Estado concedeu correção salarial tanto aos servidores ativos quanto inativos, mas não contemplou os aposentados e pensionistas não paritários.

Agora, o governo do estado deu reajustes a todos os outros servidores tanto ativos quanto inativos e nós que já recebemos bem aquém aos paritários estamos com três anos sem ter implantação dos índices, sem receber um centavo de reajuste”, desabafou.

Nossos proventos estão totalmente defasados e perderam o poder de compra. Nem margem consignável para empréstimo temos mais para pagar dívidas acumuladas durante esses três anos sem nossos direitos pagos”, lamentou a denunciante.

RESPOSTA

O portal AF Notícias solicitou esclarecimentos ao Igeprev sobre o não pagamento dos reajustes, mas ainda não obteve resposta. O presidente do órgão é Sharlles Fernando Bezerra Lima.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2022 AF Notícias. Todos os direitos reservados.