Maio Amarelo

Araguaína realiza grande mobilização por mais respeito no trânsito: 'todos nós somos pedestres'

Pedestres também têm obrigações no trânsito, como o uso adequado da faixa.

Por Redação
Comentários (0)

18/05/2024 10h08 - Atualizado há 1 mês
Participantes percorreram a principal via comercial da cidade

Notícias do Tocantins - Dentro da programação da campanha do Maio Amarelo, que neste ano traz o tema “A paz no trânsito começa por você”, a 3ª Caminhada pela Paz, realizada nesta sexta-feira (17/05), transmitiu uma mensagem importante para a sociedade: o pedestre é o integrante mais vulnerável no trânsito e precisa ser respeitado.

“Todos nós, em algum momento, somos pedestres. Assumimos essa função mesmo quando nós saímos de carro e precisamos descer do veículo para resolver alguma questão. Então, somos parte fundamental do trânsito”, compartilhou Thamiles Vasconcelos, diretora de Fiscalização da ASTT (Agência de Segurança, Transporte e Trânsito) de Araguaína.

“Um evento como esse é importante, porque busca conscientizar a todos sobre como ter um trânsito mais seguro. Todas essas informações, mesmo que sejam mínimas, fazem realmente a diferença”, disse Vinicius Rangel, monitor disciplinar que acompanhou a turma do Colégio Militar Dr. José Aluísio da Silva Luz durante a caminhada.

O evento organizado pela ASTT contou com a participação e apoio da GMA (Guarda Municipal de Araguaína), Polícia Militar, BPMRED (Batalhão da Polícia Militar Rodoviária e de Divisas), Detran (Departamento de Trânsito do Tocantins), Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) e Cejusc (Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania).

Os participantes partiram da Rua Florêncio Machado, no centro, e subiram pela Avenida Cônego João Lima, a principal via comercial da cidade, até a Praça São Luís Orione.

Pedestres também têm responsabilidade

Conforme explicou Thamiles, os pedestres também têm obrigações no trânsito, como o uso adequado da faixa. Durante a travessia, o cidadão é orientado a fazer uma sinalização com as mãos para que o condutor do veículo perceba que há intenção por parte do pedestre em atravessar a rua.

“Assim como qualquer outro participante do trânsito, é necessário que o pedestre esteja sempre atento à sinalização do local para que tenha segurança”, reforça a diretora.

O impacto na sociedade

Na 3ª Caminhada pela Paz, a ASTT também convidou os cidadãos a conhecerem melhor o trabalho dos agentes de trânsito para entender que a atuação da agência tem caráter educativo, de sinalização e fiscalização.

“Unindo essas três frente, conseguimos impactar a sociedade de forma mais assertiva. Nosso desejo é que as pessoas possam entender o trabalho da ASTT e tirar um pouco a imagem que se tem dos agentes apenas como punidores dos motoristas. Nosso trabalho é mais abrangente e preza por uma abordagem consciente”, ressalta Suziane Olímpia, chefe do departamento de Educação para o Trânsito da ASTT.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2024 AF. Todos os direitos reservados.