Situação crítica

Autoescolas do Tocantins acumulam prejuízos por culpa do Detran: 'pior crise da história'

Manter as autoescolas de portas abertas está cada dia mais difícil e insustentável.

Por Raimunda Costa 2.265
Comentários (0)

05/02/2019 16h47 - Atualizado há 1 ano
Veículo de autoescola

Proprietários de Centros de Formação de Condutores (CFCs) de Araguaína estão revoltados com as frequentes falhas no sistema do Departamento de Trânsito do Tocantins (Detran). Nesta segunda-feira (4), representantes de todas as autoescolas da cidade, 17 no total, reuniram-se para discutir a grave situação que atinge todo o Estado. 

O presidente do Detran Tocantins é Colemar Natal Câmara Ferreira Nunes de Melo, indicado pelo governador Mauro Carlesse.

Uma empresária, que preferiu não se identificar por temer represálias, disse que a categoria passa por uma das piores crises da história. "Somos credenciados a um órgão e se esse órgão não funcionar as autoescolas também param", disse.

Segundo ela, há dois meses não são aplicadas provas práticas e teóricas para CNH. "Sem as aulas não temos alunos. Estamos de braços cruzados. Porém, as contas não esperam. Nossos funcionários são pais de família e nós não temos como pagar seus salários por falta de receita", relatou.

Conforme a empresária, manter as autoescolas de portas abertas está cada dia mais difícil e insustentável no Tocantins. "Há um ano que sofremos com sistema fora do ar. Há clientes que não entendem que a emissão de CNH não depende de nós, mas do Detran e pedem o dinheiro de volta. É complicado porque passamos uma informação para o usuário e eles [Detran] passam outra na mídia. Está sendo um transtorno para a classe e para o usuário", criticou.

"Ligamos em Palmas e eles só sabem dizer que não tem retorno e que não existe previsão. Que tal uma resposta dessas?", questionou a empresária revoltada.

Segundo os relatos, a situação é tão grave que muitos donos de autoescolas estão desesperados com as dívidas e já pensam em baixar as portas. 

"Tem dono de autoescola querendo se matar por causa de tantas dívidas. Estamos sem acesso ao sistema, nada funciona. Isso é um descaso com a classe. Nós pagamos impostos altos e precisamos de retorno. Queremos que o Detran solucione esse problema, pois não podemos arcar com consequências que não são nossas”, finalizou.

O OUTRO LADO

Nesta segunda-feira (04), o Detran informou que retomou parte das atividades. De acordo com o órgão, o agendamento de provas teóricas e práticas pode ser feito em Palmas das 8 às 18 horas.

O órgão ainda informou que a emissão das CNHs foi retomada na semana passada e as bancas examinadoras nas Ciretrans serão liberadas junto à aprovação orçamentária do Estado.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2020 AF Notícias. Todos os direitos reservados.