Bloqueio total

Bloqueio do WhatsApp afeta também usuários conectados pela rede Wi-Fi

Por Redação AF
Comentários (0)

17/12/2015 09h25 - Atualizado há 2 meses
O bloqueio do WhatsApp afeta também os usuários que estavam conectados por meio da rede Wi-Fi. Inicialmente, a informação que se tinha era de que as operadoras de telefonia celular iriam suspender a troca de mensagens nas redes 3G e 4G. No entanto, operadoras de banda larga – responsáveis pelo Wi-Fi – também deixaram o WhatsApp offline a partir da meia-noite desta quinta-feira (17), pelo prazo de 48 horas. Por que o Wi-Fi saiu do ar? As mesmas empresas são donas da banda larga utilizada pela maioria dos brasileiros. Por exemplo, a Vivo detém o Speedy; a Oi tem Oi Velox; a TIM oferece o Live TIM. Com isso, o relato de internautas confirma que as operadoras cumprem a decisão judicial em todas as frentes: na rede celular e na rede cabeada, de onde vem o sinal para o Wi-Fi. Também nas redes sociais, assinantes da NET e da GVT questionam o motivo de o WhatsApp ter saído do ar. Embora as empresas não tenham se manifestado sobre o tema, é sabido que a NET é uma empresa da America Móvel (assim como a Claro, citada na intimação) e a GVT faz parte do grupo econômico da Vivo (também citada no documento) WhatsApp funcionando na VPN Para contornar a situação, alguns internautas recorreram a duas tecnologias conhecidas de quem trabalha com redes: VPN e proxy. O VPN funciona como um túnel privativo dentro da rede mundial. Ao utilizar um VPN baseado nos Estados Unidos, por exemplo, o usuário passa a ver as páginas como se estivesse em território norte-americano, o que possibilita também o acesso ao WhatsApp. É importante ressaltar que o VPN funciona como um rede privativa dentro da rede mundial de computadores. O mantenedor do VPN pode, em tese, ter acesso às suas comunicações por WhatsApp e também ao histórico de páginas acessadas. Utilize este recurso com parcimônia – preferencialmente depois de pesquisar provedores de VPN e contratar aquele que lhe parece mais interessante. Enquanto o WhatsApp fica indisponível, uma das opções para continuar batendo papo com os amigos é o Telegram. A empresa reconheceu que teve um pico de cadastro de brasileiros durante a noite de quarta. O Telegram tem envio de áudio e fotos, e também permite mandar mensagens que desaparecem depois de alguns segundos – assim como o Snapchat. Fundador do WhatsApp lamenta Depois de uma tarde e noite de silêncio, o WhatsApp se manifestou sobre o assunto. Seu criador, Jan Koum, afirmou que está "desapontado" com a decisão de bloquear o app, “uma ferramenta de comunicação que tantos brasileiros passaram a depender, e triste por ver o Brasil se isolar do restante do mundo”.

Comentários (0)

Mais Notícias

Eleições OAB-TO

Célio percorre o Bico do Papagaio e promete ampliar estrutura da OAB na região

Candidato citou como prioridade a construção da sede própria da OAB em Araguatins.

Qualificação no campo

Alunos recebem capacitação de inclusão digital ofertada pelo Senar em Dueré

A capacitação é ministrada na Unidade Móvel e está dividida em 3 turmas.

Aniversário de 60 anos

Com Laurez em Gurupi, Carlesse fala em 'esquecer vaidades e trabalhar juntos'

A fala do governador foi durante assinatura de uma ordem de serviço para reforma de um ginásio.

Porto Nacional

Curso de Doma Racional é realizado durante a ExpoNacional através do Senar

Os alunos aprendem sobre o comportamento do animal, o perfil do domador e equipamentos utilizados.

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Nas Redes
Nosso Whatsapp
063 9 9242-8694
Nosso Email
redacao@arnaldofilho.com.br
Copyright © 2011 - 2018 AF Notícias. Todos os direitos reservados.