Deusimar Bezerra

Capitão da PM do Tocantins vence a covid-19 após 40 dias internado; 'louvo a Deus', diz

Após receber alta, ele foi recepcionado por dezenas de pessoas na porta do hospital.

Por Redação 885
Comentários (0)

12/04/2021 08h36 - Atualizado há 3 semanas
Foram 40 dias de muita luta pela vida

Um sopro de esperança em meio a tanta dor foi recebido pela tropa da Polícia Militar do Tocantins na manhã deste domingo (11) com a notícia da alta hospitalar do capitão Deusimar Bezerra de Oliveira, em Gurupi, após ter permanecido 40 dias internado devido a complicações da covid-19.

O capitão Deusimar foi internado no dia 03 de março no hospital Unimed, em Gurupi. No dia seguinte, precisou ser transferido para a Unidade de Terapia Intensiva. Depois de 21 dias na UTI, onde precisou ficar intubado, foi para o quarto, no entanto, voltou a ter complicações e teve que ser levado novamente à UTI. No dia 31 de março, ele apresentou melhoras e foi para a enfermaria, onde permaneceu até este domingo.

“Foi muito difícil para mim no começo, porque, quando ele saiu da UTI e me ligaram para eu ficar no quarto com ele, que o vi daquela forma, eu levei um choque muito grande, chorei na hora”, conta a esposa do capitão, Vanuza Alves da Silva Oliveira.

Ela acrescenta que, após ligar para uma amiga, recobrou as forças e a fé e permaneceu ao lado do seu marido até o dia da alta. 

“Realmente não foi fácil. Quando as enfermeiras vinham aplicar as injeções, meu coração doía. Quando ele teve o surto e precisou voltar para a UTI, para mim foi doloroso demais. Por isso, hoje eu louvo a Deus por ele ter saído dessa situação que foi muito difícil. Agradeço muito aos irmãos da nossa igreja, aos colegas dele de farda que nos ajudaram muito, à Célia, assistente social do Quartel, à coronel Lilian, que me ajudou demais. Agradeço muito aos nossos amigos e colegas de trabalho. Fico muito feliz porque ele é amado e querido. Nessas horas, a gente não tem que ver diferenças, mas entender que todos somos seres humanos e precisamos uns dos outros”, complementou Vanuza. 

Com 49 anos de idade, sendo 29 anos de efetiva contribuição à PM, o militar é pai de 5 filhos e muito querido por todos com quem convive. Ele foi recepcionado por dezenas de pessoas na porta do hospital, dentre familiares, amigos e companheiros de farda, segurando um papel com os dizeres “eu venci a covid”. Cânticos foram entoados em homenagem ao capitão e o sentimento de gratidão era externado pelos que estiveram em oração por sua cura durante todo esse tempo.

“Sabemos que o nobre combatente tem ainda um caminho de reabilitação pela frente, mas o fato de ter vencido essa batalha é uma grande vitória para todos nós. Que assim como ele, muitos tenham a chance de voltar para as suas famílias. Continuamos em orações para seu restabelecimento completo”, externou o comandante-geral da PM, coronel Júlio Manoel da Silva Neto. 

Cuidado redobrado

A Polícia Militar tem apoiado as orientações dos órgãos de saúde no que tange às recomendações que podem conter a proliferação do vírus. Reforça ainda o apelo para que as pessoas utilizem máscaras e respeitem o distanciamento social.

“Juntos, venceremos a guerra contra a covid-19", afirmou Silva Neto.

Familiares e amigos o aguardaram na porta do hospital
Companheiros de farda acompanharam a saída do capitã

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2021 AF Notícias. Todos os direitos reservados.