Em Brasília

Carlesse deve ser convidado a explicar extinção da Dracma na Comissão de Segurança Pública

O presidente da Comissão garantiu que irá apresentar o requerimento de convite logo após o recesso.

Por Da Redação 1.245
Comentários (0)

15/07/2019 11h14 - Atualizado há 4 meses
Os deputados querem que os envolvidos prestem esclarecimento em Brasília

O governador do Tocantins, Mauro Carlesse, deve ser convidado a prestar esclarecimentos na Comissão de Segurança Pública da Câmara Federal sobre a extinção da Delegacia de Repressão a Crimes de Maior Potencial contra a Administração Pública (Dracma).

A solicitação foi feita pelos deputados tocantinenses Dulce Miranda (MDB) e Vicentinho Júnior (PL) ao presidente da Frente Parlamentar da Segurança Pública, deputado Capitão Augusto (PL-SP), em vídeo publicado nas redes sociais no ultimo sábado (13). 

Além do governador, devem ser convidados o secretário da Segurança Pública do Tocantins, o delegado geral e os delegados da extinta delegacia. O objetivo é apurar eventuais práticas inadequadas de condução e nomeação de delegados no Estado.

“O que viemos pedir hoje ao Capitão Augusto é que ele possa fazer um convite ao governador, ao secretário da segurança pública, ao delegado geral e aos delegados da extinta Dcracma, infelizmente que estão envolvidos nesse processo de achincalhes, perseguição por parte do governador para que aqui na comissão se apurem os fatos e que talvez aqui por Brasília consigamos iniciar um processo de soluções a ser apresentado aos delegados, à Polícia Civil e ao Tocantins”, disse o deputado Vicentinho Júnior.

"Não é possível que em pleno Século XXI os delegados ainda tenham que pedir licença para fazer qualquer coisa para um governador que ainda não disse para que veio", criticou a deputada esposa do ex-governador cassado Marcelo Miranda.  

No vídeo, o presidente da Comissão garantiu que irá apresentar o requerimento o logo após o recesso parlamentar. “Não podemos tolerar qualquer tipo de perseguição decorrente da função de nossos policiais. Esperamos que eles venham aqui na comissão dar suas explicações sobre essa suposta perseguição”, disse o capitão Augusto.

VÍDEO:

Vídeo

 

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2019 AF Notícias. Todos os direitos reservados.