Cassação e inelegibilidade

Carlesse diz ter recebido com surpresa decisão de Gurupi, mas está confiante na inocência

Ele disse que a decisão resulta em insegurança e instabilidade.

Por Redação 1.246
Comentários (0)

04/12/2021 22h13 - Atualizado há 1 mês
Justiça Eleitoral decretou a inelegibilidade de Carlesse por 8 anos

O governador afastado do Tocantins, Mauro Carlesse (PSL), comentou a decisão da Justiça Eleitoral que decretou sua inelegibilidade por 8 anos no processo que resultou na cassação dos diplomas da prefeita de Gurupi Josi Nunes (PSL) e do vice-prefeito Glaydson Nato (PTB).

Ele declarou que recebeu com "surpresa e estranhamento" a sentença proferida neste sábado (4) em virtude de ocorrer justamente no momento em que o mesmo encontra-se afastado do cargo de governador e enfrenta outra 'batalha' judicial.

Carlesse afirmou que respeita a decisão, porém, destaca que as referidas denúncias usadas como base da sentença já haviam sido desconsideradas pelo Ministério Publico Eleitoral, em virtude da fragilidade do conjunto de provas.

O governador afastado disse ainda que lamenta os efeitos da decisão, pois resultam em "insegurança e instabilidade".

“É preciso informar à população que nossos advogados já trabalham no recurso que apresentaremos e confiamos que a decisão em primeira instância será reformulada e a nossa inocência será decretada. Pois tudo que fizemos foi esclarecer as pessoas de que uma gestão em parceria entre o Município e o Estado seria o melhor para Gurupi e assim vinha ocorrendo”, afirmou Carlesse em nota divulgada à imprensa por meio da sua assessoria.

O governador esclareceu que os efeitos da decisão só podem ser considerados definitivos após o julgamento dos recursos que serão apresentados. “Portanto, ainda não há que se falar em afastamento da prefeita e do vice e nem em inelegibilidade”, finalizou.

ENTENDA

O QUE DIZ A PREFEITA JOSI NUNES?

A prefeita Josi Nunes e o vice Gleydson Nato disseram, em nota, que receberam a decisão com muita serenidade e que a sentença não possui efeito imediato, portanto, eles permanecem nos cargos.

Segundo a nota, as medidas judiciais cabíveis já estão sendo providenciadas para reverter a sentença. Josi e Glaydson disseram ainda que seguem trabalhando com a mesma seriedade e comprometimento, certos de terem agido dentro da legalidade.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2022 AF Notícias. Todos os direitos reservados.