Estado

Cerca de 1.400 novos concursados comemoram Dia do Servidor pela primeira vez no Tocantins

Servidores compõem o quadro de funcionários efetivos em áreas da segurança pública.

Por Redação 727
Comentários (0)

27/10/2022 15h00 - Atualizado há 1 ano
Samanta Nepumuceno

“Desde criança, eu sempre quis ser policial, me formei em direito, basicamente, para poder continuar o meu sonho na carreira da polícia”. O relato é de Samanta Nepunuceno, que dedicou boa parte da vida estudando para realizar este sonho.

Ela foi aprovada no concurso da Polícia Militar (PM/TO), realizado em 2021. Nesta sexta-feira (28), Dia do Servidor Público, já como aluna praça, Samanta celebra o seu primeiro dia como efetiva do estado do Tocantins. “Isso é totalmente gratificante, pois sempre quis ser uma servidora pública e agora sou”, afirmou. 

Samanta Nepunuceno integra o grupo de 1.000 novos praças da PM/TO que estão desde o mês de março em Curso de Formação. O Governo do Tocantins também convocou mais 100 aprovados em concurso do Corpo de Bombeiros para treinamento, além de ter chamado 114 agentes socioeducativos e 156 policiais penais admitidos no certame de 2014.

O governador Wanderlei Barbosa destacou que um dos compromissos que assumiu como chefe do Poder Executivo foi o da realização de concursos e a convocação de aprovados em certames anteriores.

“Desde que assumi a gestão, coloquei como compromisso, enquanto gestor, trabalhar para que concursos fossem homologados e pudéssemos contar o quanto antes com homens e mulheres que passam a compor o nosso quadro de servidores efetivos. Em breve, teremos reforço policial e do Corpo de Bombeiros em nossas cidades. Sejam todos bem-vindos", enfatizou.

Governador Wanderlei Barbosa

 Polícia Militar

Palmense de 26 anos, Samanta Nepunuceno compõe o grupo de 1.000 alunos que está no sétimo mês do curso de formação da Polícia Militar. Ela está só no começo da jornada, mas, como servidora pública, tem grandes expectativas para o futuro.

“Como servidora pública, eu entendo que temos que estar sempre nos profissionalizando, então eu quero de imediato poder atuar na minha área assim que estivermos formados, me especializar para servir da melhor forma possível o meu Estado”, finalizou.

Muitos praças em formação vieram de outros estados da Federação em direção ao Estado em busca de novas oportunidades, o Tocantins. A exemplo do Ezequiel de Souza Santos e Felipe Souza.

Ezequiel é natural da cidade de Parnaíba, no Piauí, lugar que deixou de ser seu endereço a partir do ano de 2019. A paixão pelo militarismo fez com que ele se alistasse na Força Aérea do Exército Brasileiro na capital do Amazonas, Manaus, onde ficou por três anos como servidor temporário e foi nesse contexto que ele soube da possibilidade de se tornar servidor público no Tocantins.

“Quando soube do concurso público do Estado do Tocantins, eu não perdi tempo. É um estado vizinho do Piauí, sei que a Polícia Militar daqui é muito honrada e essa seria a possibilidade perfeita de realizar o sonho de ser policial e servidor público”, enfatizou.

Ezequiel de Souza Santos

Não muito diferente, Felipe Souza também abriu mão de muita coisa para ser servidor público no Tocantins. Felipe é alagoano, da cidade de Teotônio Vilela. Foi lá que ele se preparou para o concurso da Polícia Militar e o sonho de ser policial sempre foi uma das inúmeras motivações para fazer com que ele passasse no certame.

“É um desafio muito grande ficar longe da família, se adaptar a novas pessoas e a cidade. Tudo isso são incentivos para superarmos esses obstáculos, pois ser policial, ser servidor público é o que queremos e sabemos que em breve vamos para as ruas prestar um serviço de qualidade”, afirmou Felipe Souza.

Felipe Souza

Corpo de Bombeiros Militar

A segurança de uma carreira no Estado é o que costuma mover muitas pessoas na busca da realização do concurso público, pelo menos essa foi a motivação da Emmylle Pereira Teles.

A jovem de Porto Nacional se formou em direito e sempre quis ser servidora pública, o que a fez estudar muito e se dedicar até ela conseguir a aprovação no último concurso do Corpo de Bombeiros. “Quando fui aprovada, eu fiquei feliz demais, toda a família vibrou comigo e todo mundo comemorou porque realmente é uma segurança. É um orgulho pela profissão, que é muito bonita, e também pela estabilidade que o servidor público tem”, comemorou Emmylle, que finaliza o Curso de Formação de Praça em dezembro.

 Emmylle Pereira Teles

Rodrigo Pugas Braga também está no Curso de Formação com outros 99 novatos. O jovem tem 21 anos é de Brasília e almejava ser servidor público, o que fez com que ele buscasse oportunidades em todo Brasil. O Tocantins, sendo mais próximo de sua casa, foi outro importante incentivo para realização dessa ambição.

“Desde muito cedo eu tinha vontade de fazer parte do Corpo de Bombeiros. Quando atingi a idade que eu já poderia assumir o cargo, eu decidi fazer o concurso e, então, vi no Tocantins uma boa oportunidade. Queria também a segurança do serviço público, por conta da oportunidade”, comentou Rodrigo, que nunca tinha conhecido o Estado até a realização da prova do concurso.

Rodrigo Pugas Braga

Para quem veio de uma jornada de estudos e dedicação, falta pouco para que Emmylle e Rodrigo concluam o Curso de Formação, já que em dezembro eles e os colegas recebem a farda e saem a campo não como alunos, mas sim como Bombeiros.

O comandante-geral do Corpo de Bombeiros Militar, coronel Carlos Eduardo de Souza Farias, afirmou que ter mais efetivos ajuda muito a corporação e principalmente a população tocantinense. O comandante ainda reforçou que os novos servidores trazem entusiasmo e inovações que envolvem todos da equipe.

“Eu analiso que os nossos alunos já entenderam o que significa ser Bombeiro, muitos já tiveram o contato com a população e, para nós, é muito gratificante saber que nossa profissão está cumprindo o seu papel e nosso efetivo qualificado com pessoas novas e comprometidas”, ressaltou o coronel.

Coronel Carlos Farias, comandante-geral do Corpo de Bombeiros

Cidadania e Justiça

Os alunos da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros Militar passaram por todo o processo, desde a realização do concurso até a efetivação no quadro de servidores, no período de um ano, um pouco diferente da Joseanne Betânia de Freitas. Ela celebra o Dia do Servidor com um gosto muito especial, pois agora é profissional no sistema penal na cidade de Araguaína, posto que assumiu neste ano, graças a convocação do concurso público realizado no ano de 2014.

“Ser servidora pública era um sonho. Iniciei prestando concurso em outras áreas, e no Sistema Penitenciário quando vi o edital me senti desafiada e quando veio a aprovação um sentimento de vitória e dever cumprido. Ocupar esse cargo é muito gratificante, saber que ajudo na promoção da segurança de minha cidade e servir aos cidadãos com ética e responsabilidade”, celebrou Joseanne.

Na gestão Wanderlei Barbosa, foram chamados 156 policiais penais no dia 1º de abril deste ano, com mais 60 agentes socioeducativos, todos do cadastro reserva.  No dia 29 de abril, mais 54 agentes socioeducativos do cadastro reserva foram nomeados, finalizando a convocação do certame de 2014 da Secretaria da Cidadania e Justiça (Seciju).

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2024 AF. Todos os direitos reservados.